Devocional lição 02/ 2º trim 2017, Quinta-feira – Abel, um caráter justo e santo.

Mateus 23:35
Para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que matastes entre o santuário e o altar”.

Quando compreendemos os ensinos proferidos por Jesus, entendemos por que os fariseus eram seus inimigos. Jesus enfatizava o ser interior, enquanto eles se preocupavam apenas com o exterior. O Senhor ensinava o desenvolvimento de uma vida espiritual com base em princípios, enquanto eles se concentravam em regras e normas. Jesus media a espiritualidade em termos de caráter, enquanto os fariseus a mediam em termos de atividades religiosas e de obediência a leis exteriores. Jesus ensinava a humildade e o serviço sacrifical, mas os fariseus eram orgulhosos e usavam o povo para cumprir seus propósitos. A vida santa de Jesus revelou a piedade artificial e a religião superficial deles. Em vez de saírem das trevas, os fariseus tentaram destruir a luz e fracassaram.

Um caráter justo e santo não é adquirido apenas com o uso de vestes longas que cobrem todo o corpo exterior, mas não escondem o que existe no interior. Um caráter justo e santo não é implantado através de imposição de regras e normas religiosas que, em determinadas igrejas, estão acima das doutrinas bíblicas. Um caráter justo e santo não é dimensionado pela função que se exerce na igreja, nem pelo “cargo” que se ocupa, nem pelas “carteirinhas” que são distribuídas à revelia, e dessa forma exaltam mais o ”instrumento” do que Aquele que usa o “instrumento”. Um caráter justo e santo não é caracterizado pelo uso desmedido e irresponsável dos dons do Espírito Santo nem pela eloquência do discurso que, demonstra um profundo conhecimento da história secular em detrimento a revelação da Palavra de Deus. Um caráter justo e santo só pode ser moldado pelo poder da Palavra de Deus que penetra profundamente fazendo separação radical, o que é santo do profano.

Ao citar Abel como justo, Deus está dizendo que todos quanto se voltassem para Ele se tornariam “justos”. Abel representa a parte da humanidade que se volta para Deus independente de dogmas ou rituais religiosos. Abel representa todo o crente que segue a Jesus e não placas denominacionais, mas não quero dizer que as igrejas sejam desnecessárias, a Igreja de Cristo é um organismo vivo e tem que existir. Abel representa todos quantos foram justificados pela fé, o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem.

Sempre existiu, Caim foi o primeiro, e continuará existindo, até o fim de todas as coisas, os falsos servos de Deus, eles estiveram e sempre estarão obstinados em cometer injustiças contra os verdadeiros adoradores.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.