As aves do céu e sua representação.

Marcos 4: 4 e 15
E aconteceu que, semeando ele, uma parte da semente caiu junto ao caminho, e vieram as aves do céu e a comeram … e os que estão junto ao caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo eles a ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que foi semeada no coração deles.

A narrativa desta parábola se dá com um pedido de Jesus aos que estavam presentes ali – OUVI (vers. 3). Jesus estava solicitando as pessoas que usassem seu sentido de audição com mais eficiência. Não era um pedido para que eles ficassem quietos para que pudessem ouvir o que Ele ia falar, mas que, o que fosse falado por Ele pudesse, não apenas ser captado pelos ouvidos, mas que fosse corretamente entendido.

Dos quatro tipos de terrenos em que foram lançadas as sementes, o primeiro foi um solo endurecido pelo constante tráfego de pessoas ou até mesmo meios de transporte daquela época. Era um solo extremamente compactado pelo constante impacto que sofria das pisaduras dos animais, das pessoas e pelas rodas dos transportes.

“Caiu junto ao caminho” não quer dizer que, tais sementes, caíram ao acaso. Nosso Deus que faz com que seu sol se levante sobre todos, sem fazer distinção sobre quem ele vai brilhar, exige de seus semeadores que a semente seja lançada em todo o tipo de solo. Desta forma, a parábola não insinua que o semeador foi negligente na hora de semear deixando cair, acidentalmente, as sementes naquele solo. Aquele solo endurecido tinha que receber também a semente.

Também, não podemos entender que esta parábola está confirmando a doutrina da predestinação. Muito pelo contrário, o que a Palavra de Deus quer nos ensinar com esta parábola é que mesmo um solo muito endurecido, se receber o devido tratamento poderá reagir favoravelmente à semente que lhe foi lançada. Ou seja, mesmo o coração mais endurecido, se for trabalhado com persistência, com cuidado, manejado adequadamente, e tratado com amor, poderá se tornar um solo fértil.

O “solo” a beira do caminho, fala de um coração que está receptivo a todo tipo de ensino e influência. São aquelas pessoas que gostam muito de ouvir as mensagens da Palavra de Deus, mas que tais mensagens, são esquecidas antes que o culto termine. Tais pessoas, com seus corações cauterizados, repelem com veemência tudo quanto lhes podem ser úteis.

Satanás nos últimos dias tem mudado sua estratégia, ele não tem interesse em tirar as pessoas das igrejas, pelo contrário, ele prefere ver as pessoas mortas dentro das igrejas pensando que estão vivas. E, infelizmente, temos dentro das nossas igrejas muitos cadáveres, pior é que já estão em adiantado estado de putrefação. A Palavra que é pregada insistentemente, os ensinos da EBD que chegam a extenuação e os discipulados que transmitem enfaticamente as doutrinas bíblicas, não são capazes de, no mínimo, arranhar as barreiras colocadas por estas pessoas. A razão não cede espaço para o espiritual.

Muitos crentes hoje em dia, estão relativizando a Palavra de Deus, tais crentes representam esse solo a beira do caminho. Eles até apreciam algumas passagens bíblicas, mas as “aves do céu”, assim que a semente é depositada no solo, elas se alvoroçam e, apressadamente, as comem. E, NADA MUDA!

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

4 thoughts on “As aves do céu e sua representação.

  • 16 de outubro de 2018 em 03:29
    Permalink

    Obrigada Irmão Erivelto, aprendi muito com Esse Estudo. Que o nosso Bondoso Deus te conserve assim, sempre nessa graça e nesse conhecimento. Que a Presença de Deus esteja continuadamente em sua vida, em nome de Jesus. A paz do Senhor.

    Resposta
    • 16 de outubro de 2018 em 06:50
      Permalink

      Amém.
      Obrigado pela visita ao nosso blog.
      Deus te abençoe.

      Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 11:07
    Permalink

    Muito bom! Deus continue te usando poderosamente!
    O solo pôr ter sido pisado e maltratado.
    Não tiveram condições mínimas para germinar.
    São pessoas que tem os seu próprio caminho, as que não estão abertas para algo novo, não estão disposta a aprender. Elas se fecham dentro do seu próprio mundo. Estão contaminadas pelo orgulho, não consegue abrir o leque das possibilidades dos pensamentos suas verdades são eternas e absolutas.
    A humildade é a força dos sábios, e arrogância é a força dos fracos.

    Deus abençoe muitíssimo!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.