Deus é quem escolhe a liderança de sua Igreja.

Números 27: 15-17
Então falou Moisés ao Senhor, dizendo: O Senhor, Deus dos espíritos de toda a carne, ponha um homem sobre esta congregação. Que saia diante deles, e que entre diante deles, e que os faça sair, e que os faça entrar; para que a congregação do Senhor não seja como ovelhas que não têm pastor”.

É ponto inquestionável nas doutrinas bíblicas que é o Senhor Deus quem elege; escolhe ou nomeia aqueles que estarão sobre o seu povo. Independente da função que se vai exercer, mesmo que não seja apontado diretamente por Deus, o escolhido deve preencher com os requisitos que o Senhor exige em Sua Soberana vontade. Qualquer pessoa que está no exercício de uma função na igreja, seja ministerial ou não, e que não preenche os requisitos estabelecidos por Deus em Sua inerrante, imutável e infalível Palavra, não foi eleito por Deus para o exercício da função, mas foi, tão somente, nomeado pelo líder da igreja.

À medida que vamos “conhecendo” Deus, vamos entendendo cada vez mais a responsabilidade que pesa sobre nossos ombros na questão do livre arbítrio. Do Gênesis ao Apocalipse vemos declarado com ênfase, qual é a expressa vontade de Deus para com todos os homens e, a vontade de Deus não muda em hipótese alguma. Em vista disso, os requisitos exigidos pelo Senhor a aqueles que estarão à frente do seu povo e, não importa se é no Antigo ou no Novo Testamento, ainda estão vigentes, ou seja, um ministério só será bem sucedido se for exercido por alguém que esteja em conformidade com o que Deus exige.

Embora, temos a impressão de que Deus não se incomoda com as “nomeações” ministeriais dentro das igrejas, devemos estar cientes de que Ele não aprova e, muito menos, age pela vida destas pessoas. O nepotismo evangélico é uma desgraça na vida de uma igreja. Nomeações são feitas a revelia pelo líder da igreja não se importando com as opiniões do povo, delegando funções que exigem, no mínimo, vida santificada, às pessoas que nem são convertidas. Em outros casos são nomeadas pessoas sem o mínimo conhecimento da Bíblia.
Talvez o que os líderes de igrejas estejam pensando é que pelo silêncio Deus esteja concordando com o que se está fazendo, contudo, mui provavelmente, o Senhor esteja exclamando da mesma forma que exclamou no tempo de Jeremias – “Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra”.

O problema maior que se enfrenta com o mau comportamento da liderança de algumas igrejas, é o fato de terem subvertido a Palavra de Deus em um livro de sugestões, induzindo o rebanho a lidar com o livre arbítrio de forma inconsequente. A Bíblia para esses líderes, apenas sugere que as pessoas devam viver dentro dos padrões especificados por ela. São apenas sugestões e não exigências, é o que eles ensinam e, o obedecer e acatar tais “sugestões” fica a critério de cada um.

Ah, povo meu! Os que te guiam te enganam, e destroem o caminho das tuas veredas”.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

2 thoughts on “Deus é quem escolhe a liderança de sua Igreja.

  • 29 de outubro de 2019 em 08:51
    Permalink

    Quão séria é essa palavra meu professor! E creio ainda que ela precisa ser reverberada o mais altissonante possível dado à sua urgência.

    Resposta
    • 29 de outubro de 2019 em 09:48
      Permalink

      Sim, meu nobre. Para isso o Senhor conta com a cooperação dos remanescentes fiéis.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.