“Coronavírus”, qual é a verdade?

Hoje são 19/03/2020 e, precisamente as 07:21, comecei a escrever este artigo e com toda sinceridade me segurei até o presente momento, para não despender meu precioso tempo e inspiração divina com um tema tão IDIOTA como esse que vou tratar aqui. E, estou escrevendo pelo fato de que este assunto tomou uma dimensão aterradora e tem feito as pessoas prisioneiras dentro das próprias casas.

A China divulgou, mundialmente, a maior mentira de toda a história. Até o presente tempo, nenhum boato tinha tomado proporções como esse do “CORONAVÍRUS”. Porém, até o momento em que uma mentira é divulgada não nos assustamos por que isso se tornou corriqueiro com a chegada da internet, divulga-se muitas verdades, assim como divulga-se muitas mentiras. Mas, a questão é o que estão fazendo com essa mentira do “CORONAVÍRUS”.

De antemão aviso que não sou nenhum expert no assunto e tudo quanto estiver escrito neste artigo que tratar de termos técnicos e científicos, são frutos de pesquisas, cujas fontes estão citadas no final deste.

Sobre o “CORONAVÍRUS” encontrei as seguintes informações – Os “coronavírus” são um grupo de vírus de genoma de RNA simples de sentido positivo (serve diretamente para a síntese proteica), conhecidos desde meados dos anos 1960; A maioria das pessoas se infecta com os “coronavírus” comuns ao longo da vida. Eles são uma causa comum de infecções respiratórias brandas a moderadas de curta duração.

Sobre o “COVID-19”, o que os entendidos do assunto nos informam é que :
1 – Um estudo genético inicial sugeriu que o SARS-CoV-2 tenha divergido do “coronavírus” de cobras. Porém, cientistas questionaram a possível origem.
2 – Estudos posteriores sugeriram que o vírus tenha divergido da versão que parasita morcegos e transmitido aos humanos por um animal ainda desconhecido.
3 – Estudos recentes indicam que o vírus tenha divergido da versão que parasita pangolins, pois possui material genético 99% igual ao do vírus encontrado neste animal.

Em suma, ninguém, nem mesmo os “sabichões”, tem uma informação concreta para nos dar. Mas até aí tudo bem, por que ninguém é obrigado a saber tudo, todavia, é uma covardia o que estão fazendo com as pessoas. Transformaram o “coronavírus” num assassino letal que não faz acepção de pessoas; deram a ele superpoderes que transpõe qualquer barreira, a única coisa capaz de detê-lo é o insignificante álcool gel; e, segundo as divulgações, das quais não chegou até as nossas mãos as provas incontestes, ele está varrendo os cinco continentes da terra.

Estou estarrecido e decepcionado com o ser humano. Sinceramente julgava que o homem do presente século fosse mais sábio. Sem dúvida alguma existem muitas mentes brilhantes, homens sapientíssimos, mas desprovidos de qualquer sabedoria. Não precisa ser cientista da NASA para perceber que essa “pandemia” não passa de um teste para a manipulação da massa, e o pior é que deu certo.

Quero finalizar meu desabafo com uma palavra de consolo; fiquem tranquilos que em pouco tempo (nesse período de quarentena) surgirá a vacina da cura e, não duvido nada de que essa vacina seja descoberta na própria China.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– https://pt.wikipedia.org/wiki/Coronavírus

Compartilhar

One thought on ““Coronavírus”, qual é a verdade?

  • 19 de março de 2020 em 15:29
    Permalink

    Pois é meu Nobre amigo, as lendas, só se tornam lendas, quando nós alimentamos a mitologia!!
    Mais de uma coisa eu sei: a bestialidade humana está cada dia mais visível!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.