Devocional lição 09/ 1ºtrim 2017, Quarta-feira – Não farás imagens de escultura.

Deuteronômio 5:8
Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra

Os patriarcas do Gênesis e os israelitas do deserto sabiam muito pouco sobre os atributos de Deus, atributos esses, que eram revelados pela natureza e que foram revelados pelo próprio Deus, através do Decálogo. A revelação divina aconteceu de forma gradual ao longo dos séculos, até a manifestação do Filho de Deus.
No primeiro mandamento, Yahweh se identifica ao seu povo como o Deus soberano que remiu a Israel da escravidão do Egito. Tanto no primeiro quanto no segundo mandamento, Deus revela a sua espiritualidade e ordena que somente Ele deve ser adorado. 

A manifestação de Deus no Sinai, se deu três meses após a saída dos israelitas do Egito. Aquela geração havia nascido e crescido no meio de um povo essencialmente idólatra. O Egito foi o berço da nação israelita, e lá os hebreus vivenciaram as práticas religiosas da idolatria daquele povo, e agora, depois de os tirar do Egito, Deus exigia que eles tirassem o Egito de dentro de si mesmos.
A história se repete em nossos dias. Em Mateus 11:28, Jesus convida os homens se chegarem a Ele, da maneira como estão (cansados e oprimidos), mas não é um convite para se tornarem simples observadores, e sim fiéis participantes do jugo Dele. Aqui reside o dilema, pois se o jugo é de Jesus, isso significa que é Ele quem vai “conduzir” a maneira como devemos andar com Ele, e é, exatamente, isso que muitos não querem entender e aceitar, e com isso não se desvencilham de suas práticas mundanas. O convite que Jesus faz é individual, ou seja, cada ser humano tem que ter sua experiência pessoal com Cristo, pois isso será cobrado de cada um no Juízo Final, isso não significa que todos aceitarão o convite, mas que todos terão um encontro pessoal com Ele.

Nós, os que atendemos o convite de Jesus e que agora caminhamos juntos com Ele, debaixo do seu jugo, devemos dar os nossos passos semelhantes aos do nosso Mestre Jesus e imitá-lo em todas as suas atitudes. A direção, o comportamento e a velocidade da caminhada são determinadas por Jesus, pois Ele é a pessoa principal do jugo, o nosso dever é andar com sinceridade e fidelidade junto a Ele.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.