É o Espírito Santo que revela a verdadeira identidade do Senhor Jesus.

I Coríntios 12: 3
 “Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema! E ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo”.

A presença do Espírito Santo no nosso dia-a-dia é algo incontestável. Ainda que muitos crentes fiquem a espera de uma manifestação extraordinária e visível a olho nu, porém, senti-Lo nem sempre é possível usando nossos sentidos sensoriais. É do nosso conhecimento que o Espírito Santo não foi criado por Deus no tempo da ascensão de Jesus ao Céu, Ele (o Espírito Santo) é Deus e existe desde a eternidade. A evidência da sua imanência com toda a criação está registrada na Bíblia Sagrada desde o livro do Gênesis até os dias atuais. Sugiro aos aficionados da Bíblia Sagrada e tudo o que diz respeito a Deus que, para enriquecimento do conhecimento, leiam o livro – O que a Bíblia Diz sobre o Espírito Santo – Stanley M. Horton, uma excelente ferramenta para expandir a compreensão acerca da pessoa do Espírito Santo de Deus.

Como professores / ensinadores da Palavra de Deus, devemos bater insistente na tecla do assunto que trata sobre a Triunidade divina. Há de se deixar bem esclarecido que nenhuma das pessoas de Deus está acima da outra, embora pareça soar que exista uma hierarquia isso deve ser enfaticamente combatido e ensinado conforme a sã doutrina da Bíblia Sagrada. Ressalto novamente sobre a necessidade dos instrutores, no que diz respeito a conhecer as doutrinas da Bíblia, se inteirarem do assunto que fala da Divina Trindade. Devo lembrar-lhes que este assunto está na esfera da revelação, ou seja, a Bíblia Sagrada não fala abertamente sobre o assunto, entretanto ele está revelado nas páginas da Sagrada Escritura. Trindade é um termo usado no cristianismo para definir a manifestação e ação de DEUS através de três pessoas distintas. Trindade é, por isso, a tríplice maneira de DEUS se revelar. Por mais que nos esforcemos e procuremos em toda a Bíblia, a palavra “Trindade”, jamais será encontrada.

Pode parecer que estamos fugindo do que está proposto no título do artigo, mas é impossível chegarmos ao ponto crucial do tema, sem que entendamos importantíssimos detalhes sobre o precioso e enriquecedor assunto deste trimestre. Não adianta tentar explicar como o Espírito Santo atua em nosso meio, sem que antes estejamos conscientes das razões que o impulsionam a agir. O Espírito Santo não atua somente na vida do crente. O Espírito Santo é o responsável por conduzir o pecador a Jesus Cristo, isto é, o homem por causa do pecado está separado de Deus e em razão desta separação o espírito do homem está “morto” – “E, quando vós estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne…”, e somente o Espírito Santo pode despertar o espirito do homem desta morte, ou seja, a ninguém mais, senão ao Espírito Santo, está delegada esta capacidade.

N avida do crente, a atuação do Espírito Santo é vista no sentido de que, por meio da salvação, haja constante e incessantemente uma total reparação de todo o estrago que o pecado produziu na vida homem.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– O que a Bíblia Diz sobre o Espírito Santo – Stanley M. Horton
– Teologia Sistemática – Eurico Bergstén

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.