Devocionali lição 02/ 3º trim 2017, Segunda-feira – O monoteísmo judaico é ratificado na fé cristã.

I Coríntios 8:6
Todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele

Quando nos referimos aos atributos de Deus, estamos dizendo que Deus tem determinadas características que são inerentes e exclusivas a Ele. Para o crente, nenhum outro estudo é tão importante quanto o estudo dos atributos de Deus e, a razão fundamental para isso é que toda verdade Teológica Básica depende dos atributos de Deus. O estudo sistemático acerca da Doutrina de Deus, fundamenta, praticamente, toda nossa fé. Ora, se declaro que minha fé está posta na inspiração verbal da Bíblia, obviamente, tenho que conhecer quem a inspirou. 

O tema do estudo deste trimestre não são as doutrinas bíblicas, mas a Declaração de Fé dos crentes das Assembleias de Deus do Brasil, não obstante, não tem como falar da Declaração de Fé sem falar das doutrinas bíblicas. Na primeira lição falamos sobre a autoridade divina da Bíblia e, nesta semana o assunto é sobre o Único Deus Verdadeiro.

A crença ou crer em um único Deus é chamado de monoteísmo, uma palavra derivada de duas palavras Gregas: monos, significando só, singular, um, e theos, significando Deus.
Há um só Deus. Há apenas um Deus. Essa doutrina é o centro da mensagem da Bíblia Sagrada, e tanto o Antigo quanto o Novo Testamento ensinam isto de um modo claro e enfático. Apesar da simplicidade e da clareza com que a bíblia a apresenta Deus como único, muitos que creem na existência de Deus ainda não a compreendeu. Mesmo dentro do Cristianismo, muitas pessoas, inclusive “teólogos”, não têm entendido a unicidade de Deus.

Partindo deste pressuposto, cremos que o Único Deus é auto existente, ou seja, Ele existe em si mesmo e de si mesmo. A Sua existência não depende de qualquer outra coisa. A Sua existência não depende de um efeito e nem de uma causa.
A base bíblica para a auto existência do Único Deus, está nos fatos de que Ele existiu antes e independente da criação e de que Ele chamou a existência e sustenta em existência tudo o que existe: “Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, mesmo de eternidade a eternidade, tu és Deus”.  

O “Shemá”, que é o grande brado do judaísmo, foi repetido no Novo Testamento, por jesus Cristo, quando foi indagado, pelos escribas, qual seria o maior mandamento. Jesus respondeu: “O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor”.
No “Shemá”, Moisés diz aos israelitas que o verdadeiro Deus, seu Deus, era para estar em primeiro, na mais alta prioridade em seus corações e mentes, pois a jovem nação tinha saído da escravidão de uma cultura egípcia na qual se acreditava em muitos deuses, e eles estavam prestes a entrar numa terra cujos habitantes estavam mergulhados na adoração de vários supostos deuses e deusas da fertilidade, da chuva, da guerra, das jornadas, etc.

Eu sou o primeiro e eu sou o último, e fora de mim não há Deus”.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.