Devocional lição 02/ 3º trim 2017, Terça-feira – Deus é o Supremo Criador e Provedor de todas as coisas.

Neemias 9:6
Tu só és SENHOR, tu fizeste o céu, o céu dos céus e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há; e tu os guardas em vida a todos, e o exército dos céus te adora

No meio cristão evangélico, não há espaço para duvidar ou suspeitar de que toda criação é teísta, ou seja, tudo foi criado por Deus. Vale reforçar que TUDO FOI CRIADO DO NADA. Divergindo da opinião dos materialistas, Deus criou todas as coisas partindo do “zero”, pois, se Ele tivesse formado alguma coisa de algo que já era pré-existente, isso não pode ser denominado criação, mas sim transformação. Deus está acima do mundo, bem como está além do mundo, entretanto, Ele está relacionado com a criação, todas as coisas subsistem NEle. 

Na oração que Neemias fez ao Senhor, fica expresso a Grandeza de Deus. Neemias expressa a Grandeza de Deus pelo simples fato DEle aceitar nossa adoração; pelo fato DEle ser o único Deus; pelo fato DEle ter criado o universo e toda vida existente e, pelo fato DEle sustentar toda a criação com seus cuidados providenciais.
Deus, além de ser infinitamente bom, também deseja compartilhar sua bondade. As criaturas (homens) deveriam reconhecer, espontaneamente, a bondade que Deus derramou sobre elas e serem gratos. Naturalmente, como criaturas, devemos tudo o que somos e temos às boas mãos do nosso Criador. O não reconhecimento disto, é uma manifestação extrema de ingratidão.

Quando ainda “engatinhava” no evangelho, isso no final dos anos 70, fui surpreendido por um posicionamento do professor da EBD, daquela época, acerca da criação. Eu era membro de uma igreja evangélica tradicional e pertencia ao departamento “Embaixadores do Rei”. Um determinado Domingo, onde o assunto era a criação do mundo e de todas as coisas, o professor lançou a seguinte pergunta para os alunos: Como você acha que é a forma de Deus? Bom, a resposta foi unanime. Pois, se fomos criados a sua imagem e semelhança, é de se supor que, mesmo sendo Espírito, Ele pode se materializar como nós humanos, ainda que “imagem” e “semelhança”, não implique características físicas. Todo crente que se preze tem esse posicionamento: Somos parecidos com Deus e Ele conosco.
A surpresa e estupefação foi geral ao ouvirmos do nosso professor, que Deus poderia ser uma “ameba”, pois, afinal de contas, a Bíblia não informa, em lugar nenhum, qual é a característica física de Deus. Sendo assim, por que os evolucionistas não estão certos em suas teorias?

As provas de que dispõem os evolucionistas são baseadas em análises de fósseis e em estudos filogenéticos relacionados à anatomia e fatores bioquímicos das espécies. As provas, se é que podemos tratá-las assim, são frágeis e envoltas em contradições, equívocos e até fraudes.

No momento da criação não havia matéria preexistente, nada foi adaptado ou moldado, tudo foi original. Deus planejou e executou seu plano e a obra criada agradava a Deus, pois tudo foi declarado por Ele como sendo bom. O propósito das passagens bíblicas a respeito da criação não é dizer como Deus executou seu projeto, mas sim que foi Ele o seu autor, executor e sustentador

Deus te abençoe.
Graça e Paz..

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.