Devocional lição 06/ 3º trim 2017, Sábado – A salvação é um dom de Deus.

Romanos 6:23
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor

O Senhor Jesus Cristo, pela sua morte expiatória, comprou a salvação para os homens. Enraizada no coração humano está a ideia de que o homem deve algo para tornar-se merecedor da salvação. Na igreja primitiva certos instrutores judaico-cristãos insistiam em que os convertidos fossem salvos pela fé e a observância da Lei de Moisés. Entre os pagãos, e em alguns setores da igreja cristã, esse erro tem tomado a forma de auto castigo, observância de ritos, peregrinações e esmolas. A ideia substancial de todos esses esforços é a seguinte: Deus não é bondoso e o homem não é justo; por conseguinte, o homem precisa fazer-se justo a fim de tornar Deus benigno.

Há três mortes das quais o crente deve participar:
A morte no pecado, isto é, nossa condenação. O pecado havia conduzido a alma a essa condição, cujo castigo é a morte espiritual ou separação de Deus.
A morte pelo pecado, isto é, nossa justificação. Cristo sofreu sobre a cruz a sentença duma lei infligida, e nós, por conseguinte, somos considerados como a havendo sofrido nele. O que ele fez por nós é considerado como se fosse feito por nós mesmos. Somos considerados legal ou judicialmente livres da pena duma lei violada, uma vez que pela fé pessoal consentimos na transação.
A morte para o pecado, isto é, nossa santificação. O que é certo para nós deve ter efeito real em nós; o que é judicial deve se tornar prático; a morte para a pena do pecado deve ser seguida pela morte para o poder do pecado. E essa é a obra do Espírito Santo. Assim como a seiva que ascende na árvore elimina as folhas mortas que ficaram presas aos ramos, apesar da neve e das tempestades, assim o Espírito Santo, que habita em nós, elimina as imperfeições e os hábitos da vida antiga.

De todas as palavras empregadas para definir a experiência transformadora que é o encontro do homem com Deus, “salvação” é a mais usada. A palavra salvação significa, em primeiro lugar, ser tirado de um perigo, livrar-se, escapar. A Bíblia fala da salvação como a libertação do tremendo perigo de uma vida sem Deus. Tradução da palavra grega soterion, tem a significação de “tornar ao estado perfeito”, ou “restaurar o que a queda causou”. A salvação desfaz, assim, as obras do diabo.

Salvação é a justiça de Deus imputada ao pecador, não é a justiça imperfeita do homem. Salvação é divina reconciliação, não é regulamento humano. Salvação é o cancelamento de todos os pecados, não é eliminar alguns pecados. Salvação é ser libertado da lei e estar morto para a lei, não é ter prazer na lei ou obedecer à lei. Salvação é regeneração divina, não é reforma humana. Salvação é ser aceitável a Deus, não é tornar-se excepcionalmente bom. Salvação é perfeição em Cristo, não é competência de caráter. A salvação, sempre e somente, procede de Deus, nunca procede do homem.

A salvação é a grande obra espiritual de Deus com relação ao homem. Através de sua presciência, Deus tinha plena consciência de que o homem haveria de cair em pecado, antes mesmo da criação Deus já sabia. Mesmo assim Deus não mudou seus propósitos, fez o homem e deu-lhe responsabilidade e deveres.

A Salvação é uma obra única e exclusiva do Deus Trino, mas a responsabilidade e o dever de se manter “salvo” é do homem.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.