Devocional lição 07/ 3º trim 2017, Sexta-feira – Fomos reconciliados com Deus pela morte de Jesus.

II Coríntios 5:18-19
E tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados, e pôs em nós a palavra da reconciliação

A rebelião do homem tornou-o inimigo de Deus e rompeu sua comunhão com ele. Por intermédio da obra que realizou na cruz, Jesus Cristo reconciliou Deus e o homem, e, num gesto amoroso, Deus voltou sua face para o mundo. O significado básico do termo grego traduzido por “reconciliar” é “mudar completamente”. Refere-se a um relacionamento transformado entre Deus e o mundo perdido. 

Deus não precisa se reconciliar com o homem, pois isso já foi feito por Cristo na cruz. É o homem pecador que precisa se reconciliar com Deus. A religião é a tentativa medíocre do ser humano de se reconciliar com Deus, uma série de esforços condenados ao fracasso. A Pessoa que nos reconcilia com Deus é Jesus Cristo, e o lugar dessa reconciliação é a cruz.

Outro fato muito importante nesta obra de reconciliação é a imputação. O que é imputar? Imputar é um termo da área financeira e que significa, simplesmente, “colocar na conta de alguém”. Quando Jesus morreu na cruz, todos os pecados lhe foram imputados, ou seja, foram colocados em sua conta. Cristo foi tratado por Deus como se houvesse, de fato, cometido esses pecados. Em decorrência disso, todos esses pecados foram pagos, e Deus não nos condena por eles, pois cremos em Cristo como Salvador. Além disso, Deus deposita a justiça de Cristo em nossa conta. Por isso, nossos pecados não nos foram imputados.

A reconciliação baseia-se na imputação: tendo em vista que os requisitos da Lei santa de Deus foram todos preenchidos na cruz, Deus pode ser reconciliado com os pecadores. Os que creem em Jesus Cristo como Salvador jamais terão os pecados imputados contra eles outra vez, “Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano”.

Deus não declarou guerra contra o mundo; a cruz foi sua declaração de paz. Um dia, porém, o Senhor irá declarar guerra e, então, será tarde demais para os que rejeitaram o Salvador. Satanás procura destruir tudo neste mundo, mas Cristo e sua Igreja realizam um ministério de reconciliação, reintegrando todas as coisas e conduzindo-as de volta a Deus.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.