O pecado gera morte.

Romanos 6: 23
 “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Dentro da perspectiva bíblica o significado de morte não é literalmente a extinção da vida, mas aponta para a separação definitiva de Deus. Todo o homem que vive pecando está de certa forma, morto ante a face de Deus, a não ser que esse pecador se arrependa dos seus atos e aceite o que Jesus oferece através do seu sacrifício na cruz. O pecado é o tipo de credor incompassivo e intransigente, ou seja, ele não perdoa a dívida e, muito menos, negocia o débito.

Porém, é de suma importância que, nós como crentes, compreendamos alguns sentidos do termo morte. Sem dúvida alguma a morte, em todos os sentidos, é consequência do pecado de Adão. Antes da Queda, Adão e Eva estavam determinados a viverem para sempre na companhia ou ante da presença de Deus, entretanto, ao desobedecerem as orientações do Senhor, foi-lhes imputada as penalidades ou efeitos da desobediência – pecado.

De imediato, por causa do pecado, Deus limitou a existência do homem, ou seja, todo ser humano, com raras exceções, experimentaria a morte física. Isso não quer dizer que as pessoas morrem fisicamente no ato do pecado, mas que, após o pecado estabelecido a pessoa está sujeita à lei do pecado, cujo pagamento deve ser obrigatoriamente quitado.

Antes de morrer fisicamente, o pecador experimenta outro tipo de morte: morrer no sentido moral. É neste sentido que está faltando diligência dos crentes. Os valores morais perdem sua importância e primazia, sendo substituídos por interesses próprios; os valores éticos são desprezados em detrimento à autoridade da Palavra de Deus; os valores espirituais são barganhados pelos valores do mundo; enfim, antes de morrer fisicamente o homem vai se definhando gradativamente.

Antes da morte física, o pecador experimenta, também, a morte espiritual. É nesse estágio que se o homem fosse tão racional como deveria, atentaria para o fim desastroso que a sua conduta pecaminosa o está conduzindo. Quando o homem morre espiritualmente, só mesmo um “milagre” de Deus para torná-lo a vida. A morte espiritual é a destruição do relacionamento íntimo do homem com Deus, e ainda que alguns não creiam, antes de atingir o estado de “putrefação espiritual”, o Senhor procura por aquele que “morreu espiritualmente” – “E chamou o Senhor Deus a Adão e disse-lhe: Onde estás?”

O “MAS” que Paulo introduziu neste versículo bíblico, denota que o Senhor tem feito de tudo para evitar que o homem experimente a morte eterna, pois, quando esta ocorrer, infelizmente, nenhum recurso, nem mesmo o Senhor, por causa da sua justiça, poderá anular ou reverter a situação do pecador.

A única forma de o pecador escapar da dívida que tem com o pecado e, com isso, escapar da morte em todos os sentidos é através de Jesus Cristo.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal (p 789)

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.