Devemos sempre nos firmar na aliança divina.

Isaías 55: 3
 “Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei um concerto perpétuo, dando-vos as firmes beneficências de Davi”.

Neste capítulo (55) do livro do profeta Isaías, o convite do Senhor é extensivo a todas as pessoas. Aqui o Senhor não está se dirigindo especificamente a um grupo de pessoas, no caso Israel, mas a toda a humanidade. É um convite acompanhado de promessas, contudo, são promessas que se cumprirão no tempo do Senhor, são promessas que estão condicionadas à nossa conduta diante de Deus, porém, isso não quer dizer que Deus deixará de cumprir com Sua palavra, mas que nossos olhos não contemplarão o que Ele tinha reservado para nós.

É imprescindível que confiemos nas promessas de Deus, devemos estar convictos de que Ele jamais falhará com Sua palavra. O Senhor havia feito promessas a Davi, promessas de paz e de prosperidade e, mesmo tendo Davi pecado, o Senhor não anulou ou invalidou o que tinha prometido, por que o teu servo Davi se arrependeu com sinceridade de coração de tudo quanto havia feito de errado e que desagradara a Deus. Desta forma, lemos o seguinte sobre o fim de Davi – “E morreu numa boa velhice, cheio de dias, riquezas e glória…”. Tudo quanto o Senhor falara ao teu servo, Ele foi zeloso em cumprir. Até a sucessão no trono o Senhor cuidou para que sucedesse conforme tinha dito – “… e Salomão, seu filho, reinou em seu lugar”.

“Inclinai os ouvidos” não quer dizer apenas ouvir. “Inclinai os ouvidos” fala de algo mais comprometedor, isso aponta para uma atitude mais enérgica, por que, no decorrer do dia podemos ouvir muitas coisas, muitos sons e muitos barulhos, porém quando algum ruído desperta em nós algum interesse, então nós paramos para escutar. É exatamente a isso que o Senhor está nos convidando – escutar atentamente a Sua voz. Mas o Senhor espera que não fiquemos apenas sensibilizados com o que ouvimos, Ele quer que ao escutarmos a Sua voz que nos voltemos e que nos acheguemos a Ele. Ele tem uma promessa para aquele que se achegar a Ele – promessa de vida eterna.

O concerto, a aliança, o pacto que o Senhor tem para nos oferecer é algo duradouro. Duradouro no sentido de eterno e não somente de longa duração. Os benefícios que estão reservados a todos quantos se achegarem a Ele, estão intimamente, relacionados aos mesmos que Ele havia prometido a Davi. A recompensa para todos os que se achegam a Deus e que permanecem nesta condição, é a de desfrutar com  e em Deus de todas as bênçãos destinadas aos salvos em Cristo Jesus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.