Quando não se havia esperança.

I Crônicas 29: 15
 “Porque somos estranhos diante de ti e peregrinos como todos os nossos pais; como a sombra são os nossos dias sobre a terra, e não há outra esperança”.

O homem sem Deus é nada! Ainda que algumas pessoas estejam convencidas de que alcançaram seus objetivos por si mesmas, ainda que seus méritos as impulsionassem e, as portas foram se abrindo, indiscutivelmente, há em toda e qualquer situação onde esteja envolvida a vida do homem, o “dedo” de Deus. Homem nenhum pode, nem com todo o conhecimento e tecnologia à sua disposição, acrescentar, retirar ou modificar, aquilo que está estabelecido por Deus.

Sem duvida alguma existiram e ainda existem muitas pessoas fascinantes. Pessoas que deslumbram por causa de sua inteligência incrivelmente invejável, por causa de sua beleza impar, por causa de seu vigor físico descomunal, enfim, alguns seres humanos foram dotados de uma aptidão excepcional que não foi conquistada nas cadeiras de uma faculdade. E, muito provavelmente, se fossem perguntados sobre a fonte de suas aptidões, diriam que foi uma vida dedicada ao que alcançaram.

No meio cristão evangélico, temos nomes notáveis. Homens e mulheres que por sua dedicação aos estudos elaboraram preciosos comentários a respeito da Palavra de Deus. Entretanto, digo que quase cem por cento deles, se perguntados sobre a fonte dos seus preciosos conhecimentos, diriam, indubitavelmente, que é o Espírito Santo de Deus. É exatamente isso que nos torna diferente de todo o resto do mundo – a certeza de que sem Deus não somos nada.

O versículo de hoje é um trecho do discurso de gratidão a Deus pronunciado por Davi numa atitude de reconhecimento de que Deus é a fonte de todas as coisas. Davi reconhece e confessa que mesmo estando na Terra Prometida, continuam com que peregrinos. Davi admite em seu discurso de louvor que a contribuição que ele e o povo fizeram para a construção do templo, não seria possível se não fosse a generosidade de Deus. O que Davi estava confessando era que Deus, primeiramente, deu a eles para que eles, posteriormente, pudessem doar para a construção do templo.

Davi faz uma analogia interessante sobre a vida humana ser como uma sombra. Neste seu discurso de louvor a Deus, ele faz essa comparação que é muito própria para o contexto, pois, sem duvida alguma uma sombra para existir é necessário que haja luz. Num mesmo sentido, Davi está dizendo que a existência humana só é possível por causa da existência de Deus.

A generosidade de Deus para com o homem, no que se aplica a salvação, é imparcial. A mesma oportunidade é oferecida a todos os homens independentemente do quanto a pessoa é pecadora, isto é, do quão grave é o seu delito.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo NAA – Nova Almeida Atualizada

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.