Cristo, a pedra angular da Igreja, vive no interior de cada crente.

João 14: 23 / I Coríntios 3: 16
 “Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada” “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?”.

Da mesma forma que numa construção onde é a base que dará sustentação a tudo quanto se edificar sobre ela desde que se respeitem os limites da sua capacidade, assim é nossa vida espiritual. O que almejamos ser na obra de Deus, vai depender daquilo que assimilamos do que nos é ensinado. A Palavra de Deus não assegura poderes extraordinários a todos quantos, pela fé, aceitam a Jesus como salvador, muito pelo contrário, somos instados, por ela, a buscar com perseverança o conhecimento de Deus. Evidentemente, que neste sentido, estamos apontando para o correto conhecimento de Deus.

Quando ouvimos que devemos estar edificados (no sentido espiritual) sobre a doutrina dos apóstolos e profetas, devemos estar cientes de que a base colocada está estruturada sobre um “terreno” (Rocha) firme e consistente. Esta base tem estrutura para suportar qualquer edificação, desde que estejamos edificando com o mais criterioso cuidado, isto é, assim como numa construção, o construtor usa ferramentas adequadas para verificar se sua obra está sendo feita de forma que não se arruíne, devemos ser cautelosos com as doutrinas que ouvimos ou lemos por aí, as quais, não buscamos conhecer as fontes e que podem servir de estorvo na nossa edificação espiritual. Assim como o construtor usa o prumo e o nivelador, para verificar que, ao final de sua obra, ela esteja plenamente equilibrada sobre a base, todo o conteúdo que nos chega ás mãos, de estudos bíblicos, deve estar coadunado com as doutrinas bíblicas.

Infelizmente há em nosso meio um entendimento distorcido do que significa ser “templo de Deus”. Quando Paulo diz isso aos crentes, na verdade ele está dizendo que o Senhor nos dá a devida estrutura para que possamos “edificar” um templo onde Ele possa habitar conosco. Evidentemente não estou dizendo que a edificação deste “templo” depende exclusivamente da nossa vontade e esforço, mas que, Deus cooperando conosco, nos auxilia nesta edificação revelando qual o material e a forma como deve ser utilizado.

Ser “templo de Deus” não implica em concluir que Deus habitará nele independentemente da forma e qual material foi usado na edificação. Ser “templo de Deus” não quer dizer que é Deus quem vai faxinar esse templo se quiser morar nele. Ser “templo de Deus” não quer dizer que Deus vai compartilhar espaço com outros “deuses” de nossa vida.

Ser “templo de Deus” implica em ter uma vida santa, de maneira que este “templo” esteja permanentemente adequado Àquele que vai morar nele. Isso em implica em um ambiente inteiramente limpo. Limpo de todo pensamento vil; de todo sentimento imoral; de todo desejo carnal; e, de toda obra perniciosa.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

One thought on “Cristo, a pedra angular da Igreja, vive no interior de cada crente.

  • 22 de agosto de 2020 em 08:17
    Permalink

    A paz do senhor Jesus Cristo.. trabalho a quase 10 anos na contrução civil , já vi alguns prédios serem construídos desde o primeiro ponto de marcação do terreno…
    O que aprendi de magnífico que todo edifício para se erguer um pilar no projeto , antes fizeram uma sondagem para conhecer o tipo de solo e saber ( *qual ponto de rocha*) o terreno é firme, geralmente aqui onde moro , presenciei estacas de pilar com 18 a 22 metros de profundidade.. após feita a estaca é feito em alguns projetos umas caixas enormes ( blocos de fundação de concreto)…
    Se fecha os buracos do terreno e o interessante e que fica só uns ponto de estaca que aparece para que olha da rua( ou seja para quem olha de fora) toda a engenharia mais pesada é a fundação ..mais fica escondida ..afinal de contas o edifício que vai ser mostrado

    O que tiro proveito desta situação quando olho o que o cristão precisa para ele se firmar com Deus ..

    Primeiro..Deus já escolheu o terreno *você* Jo. 15, 16
    Já fez a *sondagem* através do espírito santo Jr 17,9..cada um precisa tomar a decisão para se chegar na rocha isso vai um tempo ( está que é profundidade que pessoas passa pelo processo de libertação) alguns demorar 3 anos outros 20 anos para se firmar em Jesus…

    Precisamos dar lugar e descer na presença de Deus 2Co.5.17.. dia após dia ir de encontro a este ponto de rocha…Jo.3.21.. abandonar as práticas do mundo e vim andar na luz …
    Deus trabalha internamente no nosso coração ninguém nunca vai saber o quando Deus teve que penetrar no seu coração para este contato com o ponto de rocha e você se firmar um fé sólida em Jesus ..

    As pessoas só vão ver o exterior se seu ministério for.bem sucedido as pessoas aplaudem. A beleza do dom de Deus na sua vida ..mais o processos de fundação ficou você e Deus esta marcas ficaram escondidas..
    Ou seja louvado seja Deus, este segredo, podem as pessoas olharem para o seu ministério e não darem nada …( Por olharem por fora) mais tenha convicção que o dono da obra sabe o que está escondido na fundação)

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.