O mistério que estava oculto no Antigo Testamento foi revelado no Novo.

Efésios 3: 5
 “O qual (o mistério de Cristo), noutros séculos, não foi manifestado aos filhos dos homens, como, agora, tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas”.

O “mistério” da igreja ainda é incompreendido por muitos cristãos em nossos dias. Para muitos crentes, ainda não “caiu a ficha” sobre qual é o real significado de igreja. Não estamos falando do significado do termo em si, mas do que a igreja, de fato, representa, neste sentido, incluímos a igreja visível e a invisível; a igreja local bem como a universal (não é a IURD).

O “mistério” da igreja não se fundamenta em agrupar um “monte” de gente para, naquele curto espaço de tempo, prestar um culto a Deus; o “mistério” da igreja, também não é o simples fato de ter muitas pessoas, das mais variadas classes sociais e níveis econômicos, arroladas como membros da instituição; o “mistério” da igreja, não está limitado a uma liturgia carregada de tradições e “rituais” desnecessários; o “mistério” da igreja não pode ser definido pela extensa e profícua atividade social de uma igreja; enfim, Jesus não estabeleceu a igreja na terra com o fim de que ela administre ou governe este sistema corrupto e decaído. O mundo se entregou para ser administrado pelo maligno.

Paulo foi levantado por Deus para ser, acima de tudo, um administrador do evangelho de Cristo. A incumbência que Paulo tinha em suas mãos não era a de sair pelo mundo afora “plantando” igrejas e delegando responsabilidades a “terceiros”, antes, além de “plantar” as igrejas ele deveria doutrinar os novos convertidos até que pudessem caminhar com os próprios pés. Este ensino que estava a cargo de Paulo não era especificamente sobre as doutrinas da sagrada escritura, mas o de conscientizar os crentes o que Jesus tinha feito por eles. O apóstolo também deveria ensinar-lhes sobre sua posição maravilhosa em Cristo como membros do corpo (a igreja), participando da graça de Deus em pé de igualdade com os judeus.

Esse “mistério” não havia sido revelado nas Escrituras do Antigo Testamento. Sua revelação se deu por meio dos apóstolos e profetas do Novo Testamento por intermédio do Espírito Santo. Deus revelou-a pessoalmente a Paulo e o incumbiu de compartilhá-la com os cristãos gentios. Essa foi a “dispensação” – ou intendência – que o apóstolo recebeu do Senhor.

É bom estarmos cientes de que as “dispensações” bíblicas, que são as formas como Deus administrou Seu plano eterno de salvação em todo o decorrer da história da humanidade, nunca mudaram no que diz respeito à essência dos princípios divinos, o que ocorreu em cada uma das dispensações foi um variação na “metodologia” de Deus trabalhar.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Comentário Bíblico Expositivo do Novo Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

One thought on “O mistério que estava oculto no Antigo Testamento foi revelado no Novo.

  • 14 de julho de 2020 em 14:33
    Permalink

    Nossa, gostei bastante, me lembra até o que uma amiga me disse, que tem muita coisa no novo testamento que veio pra “ajustar” o velho testamento, e acho isso bastante interessante, parabéns pelo texto, ficou muito bom!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.