A igreja incipiente demorou a entender o mistério oculto de Deus.

Atos 11: 17
 “Portanto, se Deus lhes deu o mesmo dom que a nós, quando cremos no Senhor Jesus Cristo, quem era, então, eu, para que pudesse resistir a Deus?”

Este versículo é uma das bases para a obra que a igreja de Cristo tem a realizar – a evangelização de todas as pessoas. Nele, Pedro faz uma declaração que, provavelmente, deixou muitos judeus estarrecidos – a benevolência de Deus estendida, também, sobre os gentios. Se os judeus antes de se converterem ao cristianismo já tinham, pelos gentios, uma antipatia religiosa, muito mais ela aumentou neste período da historia da igreja. Ainda permanecia, de maneira latente, em alguns judeus o sentimento exclusivista. Pedro demorou a entender que Deus não tinha “enviado” Jesus somente para os judeus, bem como que o sacrifico de Jesus beneficiava judeus e gentios e, se esse era o propósito de Deus, quem era ele para opor-se a isso.  

Às vezes fazemos críticas enérgicas quanto ao comportamento dos judeus do tempo do nascimento da igreja, todavia, devemos levar em consideração que eles não tinham em suas mãos a Bíblia como nós temos hoje. É importante lembrar que esses crentes judeus ainda não haviam compreendido a relação entre a Lei e a graça, entre judeus e gentios e entre Israel e a Igreja. Hoje, a maioria dos cristãos entende essas verdades, porque, afinal, temos à nossa disposição as epístolas aos Romanos, Gálatas, Efésios e Hebreus. E, mesmo tendo a Palavra de Deus a nossa disposição, em algumas situações agimos semelhantemente a eles, havia na igreja muitos sacerdotes convertidos que continuavam a zelar pela Lei.

De uma mesma forma, assim como se comportava a igreja no seu inicio, onde os crentes recém-convertidos não haviam entendido com clareza a obra que Jesus realizara na cruz, nós temos em nosso meio, nos dias de hoje, irmãos que estão procedendo de forma semelhante. NÓS e, tão somente NÓS, fazemos acepção de pessoas. Somos NÓS quem escolhemos quem deve ouvir a Boa Nova de salvação e se vemos algum individuo todo “esquisito” dentro da igreja, imediatamente queremos saber o que ele está fazendo ali e quem foi que o convidou. Estamos agindo como juízes, somos nós que determinamos para Deus quem Ele pode salvar ou abençoar.

Para que possamos entender claramente o que Deus quer realizar na vida das pessoas, precisamos estar convertidos, pois, somente os convertidos tem uma visão mais ampla do poder de Deus e da sua extensão. Os que estão verdadeiramente convertidos, anunciam a Boa Nova de salvação com alegria ainda que as circunstâncias produzam lágrimas, pois o desejo é que Deus realize na vida de outras pessoas a mesma coisa que realizou na vida deles.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Comentário Bíblico Expositivo do Novo Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

One thought on “A igreja incipiente demorou a entender o mistério oculto de Deus.

  • 27 de agosto de 2020 em 07:49
    Permalink

    Boa a leitura diária tremenda de hoje…

    Uma realmente na época de Jesus creio que não foi fácil a compreensão de salvação entre o judeus e os gentios ( revelada pelo poder do evangelho)…o que observo é que a lei consistência em mandamentos e rituais ( padrões de santificação) ..que separava o limpo do profano… Isso tornou uma rivalidade Durante os anos vindouro está separação…creio que está barreira foi muito mais cultural e religiosa do que pessoal este sentimento pelas pessoas…

    Se analisamos o velho testamento a destruição do povo de Israel sempre foi em fazer aliança com nações que não tinham padrões morais …em parte está divisão de cultura ..foi necessária ..para identificar um povo ..separado por Deus 🙌🏽

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.