Deus revelou o mistério oculto em tempo oportuno.

I Pedro 1: 20
 “O qual, na verdade, em outro tempo, foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado, nestes últimos tempos, por amor de vós”.

Esse texto bíblico está inserido num contexto onde Pedro adverte enfaticamente os crentes a não se esquecerem jamais da experiência da salvação e, sem dúvida, a experiência da salvação jamais deve ser esquecida pelo crente. Jesus instituiu a Santa Ceia, exatamente para isso – o crente, ao participar da Santa Ceia, deve estar plenamente consciente de que o privilegio de estar ceando com a igreja do Senhor se deve ao que Cristo realizou por nós na cruz.

Embora todas as atividades de Deus ocorram no “kairós”, o Senhor utiliza o “chronos” para executa-las, isto é, mesmo que todas as coisas já lhe são conhecidas desde a eternidade, Ele opera no “chronos”, por isso, a instituição da igreja foi feita num momento propício, ainda que ela tivesse sido planejada antes da criação do mundo, o Senhor esperou o momento exato para que pudesse ser revelada. Atente que a resposta para a pergunta que Isaque fez a Abraão – “Então falou Isaque a Abraão seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?”, demorou cerca de 2050 anos para ser respondida por João – “E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus”. A instituição da igreja dependia da manifestação do Cordeiro para o holocausto.

Numa alusão perfeita com o corpo humano, Paulo atribui à igreja características similares. Em muitas ocasiões, Paulo chama a atenção dos crentes para a unanimidade deste extraordinário organismo e ao mesmo tempo aponta que é necessário que haja, também, uma diversidade. E é, exatamente, esse mistério que Jesus veio revelar – um organismo vivo em que estivesse inserido nele, pessoas das mais diversas raças, culturas e credos, porém, todos objetivando um mesmo fim.

Um dos aspectos da igreja é aludi-la como sendo o corpo de Cristo. E, nesta figura (corpo) é imprescindível que haja um estreito relacionamento entre o Corpo e sua Cabeça, Jesus Cristo. Como Cabeça do Corpo, Cristo é tanto a fonte quanto o sustento da vida da Igreja. À medida que seus membros se sujeitarem à liderança de Cristo e exercerem suas funções conforme Ele deseja, o corpo de Cristo será alimentado e sustentado para uma perfeita edificação.  A unidade, a diversidade e a mutualidade, indispensáveis ao corpo de Cristo, podem ser conseguidas à medida que os crentes cresçam em tudo nAquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo… segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Teologia Sistemática – Stanley Horton

Compartilhar

One thought on “Deus revelou o mistério oculto em tempo oportuno.

  • 29 de maio de 2020 em 21:26
    Permalink

    Paz do Senhor . Excelente comentário do mistério que esteve oculto em Cristo Jesus.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.