A precaução que vence a resistência .

Neemias 4: 15-18
 “E sucedeu que, ouvindo os nossos inimigos que já o sabíamos e que Deus tinha dissipado o conselho deles, todos voltamos ao muro, cada um à sua obra. E sucedeu que, desde aquele dia, metade dos meus moços trabalhava na obra, e a outra metade deles tinha as lanças, os escudos, os arcos e as couraças; e os chefes estavam por detrás de toda a casa de Judá. Os que edificavam o muro, e os que traziam as cargas, e os que carregavam, cada um com uma mão fazia a obra e na outra tinha as armas. E os edificadores cada um trazia a sua espada cingida aos lombos, e edificavam; e o que tocava a trombeta estava junto comigo”.

Um dos maiores males que assola a igreja nestes últimos tempos é a teologia neopentecostal. É uma teologia diabólica e aterradora. Indiscutivelmente é uma doutrina de Satanás. E a quantidade de crente que tem sucumbido por causa destes ensinos perniciosos é alarmante. Este trimestre, pode até ser visto como atípico, mas tem um propósito para que seja assim – separar o trigo da palha. Sim! O trigo da palha, porque a separação do joio nós já conseguimos executar – “Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará”. Claro que estamos nos referindo no sentido de sabermos identificar quem é trigo e quem é joio no meio da igreja e não no sentido de arrancar o joio, mesmo porque isso não é nossa tarefa.

No artigo anterior começamos a falar dos crentes que estão dentro das igrejas, mas que não são crentes, são lobos disfarçados de ovelhas e, diga-se que é um disfarce “fuleiro”. É impressionante como alguns não fazem esforço nenhum de esconder a máscara (não esta que impuseram usar por causa de suposta pandemia), mas a de um falso crente. Até a bajulação do falso crente é fácil de ser identificada. Sabem como? A bajulação do falso crente é exagerada demais. Ele te põe numa posição superior a de Jesus.

Satanás nestes últimos dias tem infiltrado nas igrejas seu espirito enganador; seu espirito de mentira e muitos incautos estão servindo de instrumento nas mãos dele.  A intenção de Satanás é promover o desânimo dentro das igrejas com doutrinas que contrariam de forma descarada a Palavra de Deus e seus preceitos. A intenção de Satanás é que as igrejas se estagnem e se descuidem do seu compromisso com Jesus e, não há nada mais convincente para deter o avanço do Evangelho do que incutir nas mentes dos crentes que o trabalho que já realizam é o suficiente. Nada pode ser acrescentado para que produza um resultado melhor.

Tem crente que acha que todas as pessoas do mundo já foram evangelizadas e que não há necessidade de evangelizar mais. Tem crente que pensa que todas as pessoas que estão nas igrejas já compreenderam o Evangelho de Cristo, por isso as EBDs são desnecessárias; os cultos de ensino são enfadonhos; as visitas aos lares são inúteis;  as assistências aos necessitados são injustificáveis; enfim, a missão que a igreja tinha a realizar, este tipo de crente pensa que já está realizada.

É importante observarmos que a obra de reconstrução dos muros não cessou de vez, ela, durante o período das investidas dos inimigos pode até ter diminuído o ritmo, mas não cessou.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.