O poder da palavra profética.

Esdras 5: 1-2
 “E Ageu, profeta, e Zacarias, filho de Ido, profeta, profetizaram aos judeus que estavam em Judá e em Jerusalém; em nome do Deus de Israel lhes profetizaram. Então, se levantaram Zorobabel, filho de Sealtiel, e Jesua, filho de Jozadaque, e começaram a edificar a Casa de Deus, que está em Jerusalém; e com eles os profetas de Deus, que os ajudavam”.

Qualquer obra que se realize para o Senhor e que não tenha como alicerce a Palavra de Deus não prospera. Moisés só foi bem sucedido como líder de Israel, por causa de sua fé e obediência à Palavra de Deus. Josué só prosperou em suas conquistas aos inimigos em Canaã, por causa de sua devoção à Palavra de Deus – “Não se aparte da tua boca o livro desta Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque, então, farás prosperar o teu caminho e, então, prudentemente te conduzirás”. A partir do momento em que andamos em obediência à Palavra de Deus, outra coisa não pode acontecer que não seja “grande recompensa” – “O temor do Senhor é limpo e permanece eternamente; os juízos do Senhor são verdadeiros e justos juntamente. Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos. Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa”.

É muito comum que em algum ponto de nossa peregrinação neste mundo, nós nos desviemos dos objetivos espirituais para focarmos nos de natureza secular, isto é, abandonamos as coisas concernentes a obra de Deus e focamos nas que são de cunho pessoal. E foi exatamente isso que os judeus fizeram quando retornaram do cativeiro – abandonaram a construção do templo e se voltaram para suas casas e, por dezesseis anos as obras do templo estiveram estagnadas. Deus, então levanta profetas para os estimularem a voltar para a obra no templo novamente e o meio utilizado para isso foi a Palavra de Deus.

A igreja de Cristo foi incumbida de anunciar o Evangelho de Cristo a toda humanidade, a exigência é que se façam discípulos de Jesus. ESSA É A MISSÃO DA IGREJA AQUI NESTE MUNDO. Infelizmente essa prioridade está sendo substituída por uma agenda voltada exclusivamente para o aspecto social. Um discurso onde o objetivo é pleitear membros para a denominação tomou o lugar do evangelismo, ainda que alguns insistam em dizer que estão evangelizando, o fim deste evangelismo é “engrossar” as fileiras da denominação e não fazer discípulos para Cristo.

Nestes últimos dias, muitos “profetas” têm sido levantados pelo Senhor para, através da Palavra de Deus, despertar o povo para buscar um avivamento. Em muitos lugares, esses profetas têm as suas vozes sufocadas por uma liderança corrompida que há muito já não fazem caso da Infalível, Inerrante e Inspirada Palavra de Deus.

Se esta geração anseia por um avivamento, então necessário é que volte-se urgentemente para a Palavra de Deus – “E buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração”.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Comentário Bíblico Expositivo do Velho Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.