Salomão, desperto, constrói o Templo.

I Reis 6: 1 – 38
 “E sucedeu que no ano de quatrocentos e oitenta, depois de saírem os filhos de Israel do Egito, no ano quarto do reinado de Salomão sobre Israel, no mês de Zive (este é o mês segundo), começou a edificar a casa do SENHOR… E edificava-se a casa com pedras preparadas, como as traziam se edificava; de maneira que nem martelo, nem machado, nem nenhum outro instrumento de ferro se ouviu na casa quando a edificavam… Quanto a esta casa que tu edificas, se andares nos meus estatutos, e fizeres os meus juízos, e guardares todos os meus mandamentos, andando neles, confirmarei para contigo a minha palavra, a qual falei a Davi, teu pai … e a edificou em sete anos”.

É o Senhor quem nos desperta a agirmos em favor do Seu Reino. Independente se é em favor do nosso próximo ou em relação a nós mesmos, o despertamento espiritual só pode ser promovido pelo Senhor. Os motivos para os quais somos despertados são inúmeros, mas o objetivo aponta para uma direção somente – maior comunhão com Deus e, a comunhão com Deus implica em ter um comportamento que, em todos os aspectos, não seja reprovável aos olhos do Senhor.

O texto proposto para hoje é todo o capítulo seis do primeiro livro dos Reis, é um síntese da construção do Templo de Salomão, seu inicio, suas medidas, o material usado na construção, o fim das obras e a benção do Senhor sobre a construção. A magnificência do Templo está minuciosamente detalhada nas páginas da Bíblia (II Crônicas), onde podemos contemplar o zelo com que Salomão e os edificadores ergueram aquela obra. A preocupação tanto de Salomão quanto dos edificadores não era apenas com a preciosidade do material utilizado, mas também, com a perfeição com o que era trabalhado. Sete anos foi o tempo que levaram para edificarem um Templo com, aproximadamente, vinte e sete metros de comprimento; nove de largura e treze de altura e, creio que a maior parte do tempo gasto na construção foi dedicada ao “acabamento”.

Queremos fazer uma aplicação deste texto à edificação do nosso templo espiritual e, para isso sugerimos que se faça a leitura de todo o capítulo seis, pois, muito do que falaremos não está citado no texto que está publicado acima.

Embora haja uma variação de crente para crente, a nossa edificação espiritual não se dá da noite para o dia, isso leva tempo e, essa edificação só terá inicio quando começamos a compreender com mais clareza as Palavra de Deus, por isso é que o Senhor nos convida a conhecê-Lo cada vez mais – “Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor”. Não devemos esquecer que essa edificação não parte de nós mesmos, somos despertados para isso.

Em seguida devemos nos atentar para o material a ser usado nesta edificação. Não pode ser qualquer coisa, não pode ser um conhecimento superficial de quem é Deus. Nenhuma edificação espiritual será bem sucedida se sustentada sobre opiniões e conceitos de crivo estritamente humano. Tem que ser material de excelente valor e, não existe outro além da Bíblia Sagrada. Estejamos, também, conscientes de que o Edificador desta tão sublime obra não pode ser outro que não seja o Espírito Santo de Deus – “Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos”.

Estejamos convictos de que se permitirmos que o Espírito Santo de Deus nos edifique conforme o projeto divino, toda palavra proferida pelo Senhor a nosso respeito se cumprirá.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

One thought on “Salomão, desperto, constrói o Templo.

  • 3 de agosto de 2020 em 23:20
    Permalink

    Amém glória a Deus

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.