A insondável sabedoria divina.

Romanos 11: 33
 “Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!”

Conforme escrevemos no artigo anterior, a sabedoria de Deus está intrinsecamente associada aos seus atributos incomunicáveis e, desta forma, todos os “percalços” que surgiram na história desde a criação e queda do homem e que se estenderá até o juízo final, não impulsionaram o Senhor a lançar mão de um plano “B”. Por Sua onisciência, nosso Deus jamais teve seus propósitos frustrados, muito pelo contrário, em todas as situações contraditórias ao que Ele determinou, embora pareçam inexplicáveis, Ele agiu com sabedoria. Aliás, a sabedoria é algo que é inerente em Deus. Deus é a fonte de toda sabedoria.

Como sabemos, a Bíblia não tem a intenção de provar quem Deus é. Isto está explicitamente declarado em todas as suas páginas. Portanto, quando dizemos que Deus é a fonte de toda a sabedoria, dizemos isso porque em inúmeras passagens bíblicas isto está afirmado. Examinemos o que a Bíblia diz da sabedoria do Senhor na Antiga Aliança: “Porque o Senhor dá a sabedoria, e da sua boca vem o conhecimento e o entendimento”; “Depois, disse Faraó a José: Pois que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão inteligente e sábio como tu”; “E todo o Israel ouviu a sentença que dera o rei e temeu ao rei, porque viram que havia nele a sabedoria de Deus, para fazer justiça”; “E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar”; “Disse mais Hirão: Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, que fez os céus e a terra; que deu ao rei Davi um filho sábio, de grande prudência e entendimento, que edifique casa ao Senhor e para o seu reino”; “Ó Deus de meus pais, eu te louvo e celebro porque me deste sabedoria e força; e, agora, me fizeste saber o que te pedimos, porque nos fizeste saber este assunto do rei”; “Porque ao homem que é bom diante dele, dá Deus sabedoria, e conhecimento, e alegria; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte, e amontoe, e o dê ao bom perante a sua face. Também isso é vaidade e aflição de espírito”.

Na Nova Aliança, a sabedoria do Senhor, também, é exaltada nas seguintes passagens: “E o menino crescia e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele”; “Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual”; “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada”; “E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada”.

Em suma, todos os homens que possuem sabedoria, não a adquiriram academicamente, mas, quem a tem é porque recebeu de Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.