Não devemos tomar nossa vida por preciosa.

Atos 20: 24
 “Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus”.

Esta declaração de Paulo não implica em ter uma vida totalmente destituída de ambições ou desejos pessoais. Nem forçando a interpretação Paulo está insinuando que o crente deve ter uma aparência externa despojada de qualquer vaidade. Nunca foi e nunca será pecado alguém querer estar sempre bem trajado. A vaidade, neste sentido, tem relação com a autoestima pessoal, pois, é o Senhor que nos dá condições de possuirmos coisas de boa qualidade. Não é porque somos crentes que devemos andar por aí como maltrapilhos. O que Paulo está dizendo é que a vida de um homem só tem valor quando este cumpre o que Deus deseja que cumpramos como “igreja” de Cristo.

Não queremos com essa introdução contradizer a Bíblia naquilo que ela ensina sobre a vaidade, pois segundo a Sagrada Escritura, vaidade significa algo inútil, vazio, falso, sem valor. Inútil é tudo que não tem sentido nem valor. Eclesiastes diz que sem Deus tudo é inútil (ou vaidade, em algumas traduções). Deus dá valor e razão à vida. Quando tiramos Deus de nossa vida, o mundo deixa de fazer sentido. Vaidade é a falta de Deus. E, falso é tudo que é enganoso. Há muitas coisas que prometem ser a solução para tudo, mas é uma mentira. São como os deuses falsos que a Bíblia condena: parecem sólidos, mas são ocos por dentro. Idolatria é tudo que toma o lugar de Deus em nossa vida. A Bíblia avisa que idolatria é vaidade, não tem utilidade nenhuma. Nada na criação consegue tomar o lugar do Criador.

O perigo da vaidade é quando ela pende para o lado do orgulho e da ostentação. Não é errado querer se arrumar, mas isso não deve ser o mais importante em nossa vida. Entende isso? O que estamos dizendo é que não é pecado nós querermos usar uma roupa nova a cada culto ou estar sempre exibindo um sapato novo, o perigo se estabelece quando a nossa felicidade toda depende de nosso corpo e sua aparência. Quando isso ocorre, então, isso é vaidade.

Paulo não foi chamado para ter uma posição de destaque na igreja, por causa da sua inteligência e cultura, mas, sim, para levar o nome de Jesus diante dos gentios e dos judeus e que haveria de padecer muito por esse nome. Em nenhum momento o Espírito Santo falou para ele evitar determinados lugares, mas que, apenas o alertou para as ameaças. A voz do Espírito em seu interior e a convicção de que seu ministério estava chegando ao fim aqui na terra dava-lhe coragem suficiente para enfrentar toda e qualquer ameaça.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– https://www.respostas.com.br/segundo-a-biblia-o-que-e-vaidade
– O Apóstolo Paulo, Pr. Elienai Cabral

Compartilhar

2 thoughts on “Não devemos tomar nossa vida por preciosa.

  • 14 de dezembro de 2021 em 08:06
    Permalink

    É uma luta diária e constante contra o meu eu.

    Resposta
  • 14 de dezembro de 2021 em 08:10
    Permalink

    8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é bhonesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.