Não podemos ser ignorantes quanto à volta do Senhor.

I Tessalonicenses 4: 13-18
 “Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele… Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; … seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras”.

Enquanto os cristãos das mais diversas ramificações teológicas ficam discutindo e discordando a respeito dos eventos que precederão a volta de Cristo, é notório o fato de haver pouca divergência sobre o que acontecerá assim que Cristo voltar. Para o evento que denominamos “arrebatamento da igreja”, o qual será perceptível apenas para os crentes fiéis, ele se dará na primeira fase da segunda vinda do Senhor. Este evento não será percebido pelo mundo, mas tão somente pela igreja fiel. Cristo voltará de forma visível para a Igreja, com um brado de ordem; haverá um chamado inconfundível da parte de um anjo; haverá um som de trombeta como jamais ouvido; os crentes em Cristo que morreram ressuscitarão de suas sepulturas; e, os crentes que estiverem vivos serão arrebatados para as nuvens ao encontro do Senhor.

O arrebatamento abrange apenas os salvos em Cristo. Segundo o que a Bíblia Sagrada nos leva a compreender, instantes antes do arrebatamento, ao descer Cristo do céu para buscar a sua igreja, ocorrerá a ressurreição dos “que morreram em Cristo”. Não se trata da mesma ressurreição referida em Apocalipse 20.4 – “E vi tronos; e assentaram-se sobre eles aqueles a quem foi dado o poder de julgar. E vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na testa nem na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos” –, neste texto de Apocalipse, está se referindo à ressurreição  dos crentes que viveram no período da tribulação. O julgamento retratado em Apocalipse 20:4 somente ocorrerá depois de Cristo voltar à terra, julgar os ímpios e prender Satanás.

Ao mesmo tempo em que ocorre a ressurreição dos mortos em Cristo, os crentes vivos serão transformados; seus corpos se revestirão de imortalidade. Isso acontecerá num instante, “num abrir e fechar de olhos” – “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. Tanto os crentes ressurretos como os que acabaram de ser transformados serão “arrebatados juntamente” para encontrar-se com Cristo nos ares, ou seja: na atmosfera entre a terra e o céu. Neste evento, Jesus não tocará a Terra com seus pés.

Depois do arrebatamento, virá o Dia do Senhor, um tempo de sofrimento e ira sobre os ímpios. Seguir-se-á a segunda fase da vinda de Cristo, quando, então, Ele virá para julgar os ímpios e reinar sobre a terra.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.