Quem diz amar a Deus, mas aborrece seu irmão, é mentiroso.

1 João 4:20
 “Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?

Quando o crente começa a entender que o seu relacionamento com o próximo é uma consequência do tipo de relacionamento que ele tem com Deus, sem duvida alguma as coisas começam a fruir com mais naturalidade. O amor não pode ser cultivado a parte de um intimo relacionamento, ou seja, ninguém pode dizer que ama sem que esteja vivendo um profundo, fiel, sincero e intimo relacionamento com a pessoa amada. Muitos crentes julgam que amar a Deus é ter um alto índice de frequência nos cultos, porém, o verdadeiro teste do nosso amor a Deus é como tratamos as pessoas que estão à nossa volta — os membros de nossa família e os nossos irmãos em Cristo. Não podemos amar verdadeiramente a Deus enquanto negligenciamos o amor àqueles que foram criados à sua imagem.

Sobre o amor, a Bíblia Sagrada afirma que Deus é amor e, para ficar definitivamente compreendido, a Bíblia não está dizendo que o Senhor sente amor, mas que Ele é a fonte, a principal e única fonte do genuíno e incomparável amor. Ainda que o nosso Deus não precise de ninguém (no sentido de completa-Lo), porque é perfeito e completo em tudo, Ele quer expressar o seu amor por nós. O amor de Deus explica, em parte, um ensinamento muito particular do cristianismo: o fato de Deus ser uma Trindade. Por isso, falamos sobre Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Não são três deuses, mas sim três Pessoas em um só Deus. Isso nos ensina que para Deus é tão importante amar que já desde a eternidade ele não está sozinho, mas tem o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

O amor de Deus também foi a causa da criação. Ao nos criar e nos entregar tudo, Deus demonstra sua natureza amorosa. Ele fica contente porque agora pode nos amar e pode amar toda a criação. Nós fomos criados à imagem e semelhança de Deus. Isso significa que nós também fomos criados para amar. Jesus falou uma vez que toda a lei de Deus pode ser resumida em uma só palavra: amor. Deus quer que o amemos e quer que amemos uns aos outros.

Podemos dizer pela interpretação bíblica que o amor de Deus é incondicional (no sentido de que não precisamos dar a Ele um motivo para amar), imparcial (Ele não faz acepção de pessoas) e imensurável e, diante desta conclusão, quando odiamos alguém, mesmo que ainda não tenha aceitado a Cristo como Salvador, estamos desmentindo o que a Palavra de Deus assegura sobre Ele. Desprezar as pessoas a quem Deus ama e criou na Sua imagem (assim como nós) não corresponde com qualquer declaração de amor para com Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Comentário Bíblico Expositivo do Novo Testamento II – Warren W. Wiersbe
– Bíblia do Semeador.

Compartilhar

One thought on “Quem diz amar a Deus, mas aborrece seu irmão, é mentiroso.

  • 21 de abril de 2022 em 07:25
    Permalink

    Abençoada explanação. Que Deus o conservem em graca e sabedoria como canal de benção nesta terra. Deus o abençoe.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.