Contente em toda situação.

Filipenses 4:12,13
 “Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece”.

Estas palavras do Apóstolo Paulo não podem ser confundidas e, muito menos, comparadas com o conceito filosófico sobre humildade. Muito mais profundo do que apenas uma contentação com o padrão de vida que alguém conquistou, Paulo está dizendo que nada nesta vida, por maior valor que possa ter, exerce algum poder sobre ele. Poder, no sentido de influenciar seu caráter, moldando-o de acordo com as possibilidades. As nossas posses (bens e tesouros) não podem exercer nenhum poder sobre nossa vida, elas devem nos servir e, não o contrário.

O segredo do contentamento, da satisfação, é reconhecermos que Deus nos concede, em cada circunstância, tudo quanto necessitamos para uma vida vitoriosa em Cristo – “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé”. Nossa capacidade de viver vitoriosamente acima das situações instáveis da vida provém do poder de Cristo que flui em nós e através de nós. Isso não ocorre de modo natural; precisamos aprender na dependência de Cristo, por isso, Paulo disse que estava “instruído”.

Será que somos, realmente, capazes de manter a alegria (estar contente) perante qualquer circunstância que tenhamos de enfrentar? Paulo sabia como permanecer contente, quer tivesse abundância, quer estivesse passando necessidades. O segredo estava em aproveitar o poder de Cristo para obter a força necessária. O crente tem que aprender (estar instruído) a confiar em Deus. Devemos confiar em Deus nas horas em que estivermos passando por grandes necessidades ou quando estivermos descontentes por não termos o que desejamos. Confiar nas promessas de Deus e no poder de Cristo é fundamental para que estejamos sempre contentes.

Temos que confiar que Deus suprirá todas as nossas necessidades, todavia, isso será feito de uma forma que só Ele sabe ser a melhor para nós. Podemos confiar que Deus sempre atenderá às nossas necessidades. Ele sempre proverá tudo aquilo de que precisarmos na terra, mesmo que seja a coragem para enfrentar os dissabores da vida.

Paulo ensina que o crente consegue viver com alegria a partir do momento em que compreende a vida sob o ponto de vista de Deus. Devemos nos concentrar naquilo que é nossa obrigação fazer (como servos de Deus), e não naquilo que devemos ter. Devemos estabelecer corretamente nossas prioridades e sermos gratos por tudo que Deus nos tem concedido. Devemos nos afastar das coisas que não são essenciais para podermos nos concentrar naquilo que é eterno. Muitas vezes, o desejo de ter mais ou melhores posses é, na verdade, o desejo de preencher um vazio existente na vida da pessoa.

Será que podemos realmente fazer tudo como o Apóstolo Paulo diz que é possível? O poder que recebemos em nossa união com Cristo será suficiente para fazermos a sua vontade e enfrentarmos os desafios que surgirem. Porém, esse poder não é uma capacidade sobre-humana para realizarmos tudo que pudermos imaginar, sem nos preocupar com os interesses divinos.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.