O homem é a imagem e semelhança de Deus.

Gênesis 1:26-28
 “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra”.

De certo modo, a constituição física do homem e da mulher retrata a imagem de Deus e, obviamente Ele não nos criou exatamente como Ele é, porque Deus não possui corpo físico. Porém, somos (apenas os seres humanos) reflexos da sua glória o que não ocorre no reino animal. Deus pôs nos seres humanos a imagem pela qual Ele apareceria visivelmente a eles e a forma que seu Filho um dia viria a ter. Isso é tremendo! Jesus não foi feito segundo à nossa aparência física, mas nós fomos criados com essa aparência porque Ele viria habitar entre nós com essa aparência – “Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!

Algumas pessoas pensam que nossa razão, sentimentos, emoções e criatividade são a imagem exata de Deus. Nunca seremos totalmente como Deus, pois Ele é o Criador supremo, porém temos a capacidade de refletir seu caráter através do amor, do perdão, da paciência, da bondade e fidelidade. O autovalor do homem não está baseado em posses, conquistas, atrativos físicos ou aclamação pública, antes, está baseado no fato de ser criado à imagem de Deus. Criticar ou depreciar o que somos é criticar o que Deus fez e as habilidades que Ele nos tem dado. Saber que somos pessoas de valor ajuda-nos a amar a Deus, conhecê-Lo pessoalmente e prestar uma valiosa contribuição às pessoas ao nosso redor.

Deus fez o homem e a mulher, à sua imagem. Um não foi feito à imagem de Deus mais do que o outro. Desde o início, a Bíblia coloca tanto o homem quanto a mulher no pináculo da criação. Todavia, o fato de seres humanos terem sido feitos à imagem de Deus não significa que são divinos. Foram criados segundo uma ordem inferior e dependentes de Deus que os criou.

O homem e a mulher receberam o encargo de serem frutíferos e de dominarem sobre a terra e o reino animal. Foram criados para constituírem lares para a família. Esse propósito de Deus, declarado na criação, indica que Ele se volta para a família que O serve e que a criação de filhos é algo de máxima prioridade no mundo. Deus esperava deles que lhe dedicassem todas as coisas da terra e que as administrassem de modo a glorificar a Deus e cumprir o propósito divino.

Quando Deus delegou um pouco de sua autoridade à raça humana, esperava que esta assumisse a responsabilidade sobre o meio ambiente e as outras criaturas que compartilham o planeta.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Conhecendo as Doutrinas da Bíblia, Myer Pearlman

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.