Devocional Lição 12/ 1ºtrim 2107, Terça-feira – O amor é a prova do discipulado.

João 13:35
Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”.

Tendo ceado com seus discípulos, Jesus dá-lhes os últimos ensinamentos antes da crucificação. E o Senhor Jesus reforça a responsabilidade que eles têm sobre os ombros de praticar tudo o que lhes foi ensinado, e um destes ensinos é sobre o amor. O que o Senhor queria que entendessem é que a única coisa que os manteria unidos, era o amor deles por Jesus e o amor deles uns pelos outros, e isso deveria ser notório, evidente, visto e disseminado.

Às vezes eu fico observando, não com intento de julgar, que a igreja de hoje não difere muito da primitiva, os mesmos falsos mestres e falsos profetas que prejudicavam o crescimento da igreja naquele tempo, ainda hoje fazem estragos semelhantes na comunhão dos santos.
Quando o Senhor Jesus sintetizou o decálogo em apenas dois mandamentos, estava ensinando que, se era impossível obedecer aos dez mandamentos da lei mosaica, que tentássemos, então, cumprir aos dois que Ele agora tinha ensinado. Pois, se os cumpríssemos, estávamos cumprindo toda a lei. Amar ao próximo é uma atitude incondicional, unilateral e interpessoal. Entretanto, Deus conhecendo a estrutura de seus filhos, estabelece uma meta que deve ser, gradativamente, alcançada, ou seja, se demonstrarmos que verdadeiramente amamos nossos irmãos em Cristo, então, e só então, podemos dizer que amamos nosso próximo. Essa demonstração de amor não somos nós que vamos divulgar, não vamos pendurar uma tabuleta no pescoço com dizeres de “eu te amo, meu próximo”, ou sair com um megafone anunciando pelas ruas, ou vestir camisetas com dizeres “sensibilizantes”, ou participar de campanhas anuais de solidariedade, ou dar o resto (a sobra/ o lixo) para o necessitado; essa demonstração são as outras pessoas que devem perceber em nós. A palavra de Deus diz que quando damos um testemunho a respeito de nós mesmos, esse testemunho pode ser falso.

Então, quando digo que fico observando, eu falo das atitudes de algumas pessoas dentro das igrejas de hoje, que são incoerentes com aquilo que elas professam. Ora, se seremos conhecidos pelo nosso comportamento com os irmãos na fé, isso quer dizer que é na igreja onde, devo, primeiramente, manifestar que pratico o que aprendi de Jesus. A manifestação de amor não implica exclusivamente em socorrer o necessitado; não se limita em chorar com os que choram; não é determinada apenas em compartilhar a alegria do irmão, e muito menos enaltecer o irmão com atributos que, tanto ele quanto você sabem que ele não tem, isso não é amor, é hipocrisia.
A demonstração de amor para com os irmãos na fé, pode ser demonstrada num único e singelo cumprimento, mas que esteja saturado de sinceridade. Como é bom para alma sermos recebidos com um alegre, festivo, afetuoso e sincero cumprimento. A alma rejubila quando recebemos dos irmãos um carinhoso abraço e ouvimos uma saudação que soa como melodia em nossos ouvidos. Isso cura qualquer ferida, ameniza qualquer dor, consola qualquer aflição, intimida qualquer angústia, quebra qualquer amarra, abre qualquer cadeia. ALELUIAS!!

Só seremos conhecidos como discípulos de Jesus se manifestarmos para o mundo o amor com que Ele nos amou.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

2 thoughts on “Devocional Lição 12/ 1ºtrim 2107, Terça-feira – O amor é a prova do discipulado.

  • 14 de março de 2017 em 22:53
    Permalink

    Irmão o que não consigo entender é pq existe tanta necessidade de irmão dentro das igrejas necessidade primária comida, roupa, calçado etc. E a Igreja não se preocupa com essas pessoas, kd o amor?

    Resposta
    • 20 de maio de 2017 em 07:52
      Permalink

      Paz meu querido,
      Estamos vivendo em um tempo em que o evangelho está superficial, individual e egoísta. Mas os verdadeiros crentes, vivem aquele evangelho dos apóstolos.
      Porventura o irmão é de Campos?

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.