Devocional lição 13/ 1º trim 2017, Sexta-feira – Nomeados para dar frutos.

João 15:16
Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda”.

João inicia esse capítulo falando sobre a analogia feita por Jesus sobre o agricultor, a videira e os seus ramos. Nessa analogia, Deus Pai é o agricultor; Jesus é a videira; e nós, que permanecemos n’Ele, somos os ramos. Um ramo recebe alimento da vinha enquanto estiver ligado a ela. Um ramo depende dessa fonte de vida, para crescer e produzir fruto. Quando se torna necessário, o agricultor poda um ramo, para produzir mais fruto.

O maior propósito de Deus é que nos tornemos semelhantes a Cristo e que tenhamos uma vida onde se possa manifestar as características do Fruto do Espírito, e isso de maneira abundante e rica. Lembre-se que o Fruto do Espírito consiste no desenvolvimento progressivo da vida e da natureza de Jesus Cristo no crente.
O nosso grande objetivo é sermos como Jesus, não só o Jesus do Calvário, mas também o da oficina, o das estradas, o das multidões, o das oposições astuciosas e das exigências clamorosas, o da falta de tranquilidade, o da falta de privacidade e o das interrupções. É muito mais fácil dobrar o joelho frente ao altar e tomar a decisão de seguir Jesus, do que pôr em prática essa decisão, da mesma forma que muitos viciados tomam decisões diariamente de abandonar o vício, mas não conseguem pô-la em prática, assim são muitos crentes.

Jesus nos lembra de que nossa posição privilegiada é concedida pela graça. Jesus nos escolheu como seus discípulos e não o contrário. Ele nos escolheu do mundo e nos designou para fazermos sua vontade. Ora, sendo assim, se somos ramos e compartilhamos da vida de Cristo, devemos produzir os Frutos de Cristo; como ramos, compartilhamos seu amor, devemos produzir frutos inerentes a Ele e somos podados pelo Pai; como amigos, somos instruídos pelo Filho, e sua Palavra controla nossa vida pela ação do Espírito.
Ao sermos escolhidos, foi-nos dado tarefas que devem ser executadas a fio, sem desculpas ou justificativas por não ter cumprido o trabalho, pois o principal objetivo do Senhor é sermos abençoados pelo Pai Celestial.
Nunca devemos esquecer que a escolha e nomeação partiu de Jesus, e não o contrário, isso deve estar sempre aceso em nossa memória para que não nos tornemos arrogantes e orgulhosos. Precisamos estar atentos ao que Ele fala. Atentos e de prontidão.

A intimidade do Senhor é para os que o temem,
aos quais ele dará a conhecer a sua aliança

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.