Devocional lição 04/ 2º trim 2017, Sexta-feira – A fé não olha para as circunstâncias.

Romanos 4:19
E não enfraqueceu na fé, nem atentou para o seu próprio corpo já amortecido (pois era já de quase cem anos), nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara

Provavelmente, um dos motivos pelos quais Deus demorou a dar um filho a Abraão e Sara foi para permitir que perdessem toda sua força natural. Era impensável um homem de 99 anos gerar um filho no ventre de sua esposa de 89 anos! Cientificamente, do ponto de vista biológico e dentro do aspecto reprodutivo, tanto Abraão quanto Sara estavam “mortificados”. No entanto, Abraão não viveu de acordo com as aparências, mas sim pela fé. Deus promete! Deus cumpre!

Mesmo que as promessas de Deus estejam num aspecto pessoal, elas não são em sim individuais, ou seja, o fim de todas as coisas que o Senhor Deus faz, tem um objetivo especifico.
Deus fez promessas a Abraão, que à primeira vista parecem ser individuais, no entanto elas abrangeriam toda a nação de Israel, que viria a existir duas gerações depois dele. Era dever obrigatório e exclusivo de Abraão, inculcar, ensinar e difundir entre os seus sucessores os benefícios das promessas bem como a responsabilidade de cada um em contribuir para que as promessas pudessem ser cumpridas. Isaque, que era o próximo da linhagem a ser o sucessor de Abraão, deveria ser instruído com toda diligencia por seus pais. A instrução não deveria ter apenas o caráter secular, no que tange a administração dos bens da família, mas tinha que abranger a vida espiritual. Isaque deveria conhecer tudo a respeito de Deus, deveria conhecer as promessas e as condições, das quais ele deveria estar subordinado, para que elas se concretizassem. Isaque deveria saber que as promessas não eram para uso pessoal e restrito, estava incluído nas promessas uma nação que ainda estava nascendo.

Amados, não podemos cair na esparrela da “falsa teologia da prosperidade”. Não podemos nos deixar ser iludidos por este ensino fraudulento e herético, pois na Bíblia não vemos ninguém ser abençoado, com bênçãos materiais, para se exaltar. Todos os que foram bem-sucedidos, financeiramente, alcançaram essa benção do Senhor para um propósito específico. A despeito da idade avançada, Abraão creu em todas as palavras que Deus lhe falou, e mesmo que ele não tenha visto seu nome no topo da lista da revista “Forbes”, seu nome é um dos mais reverenciado no meio judeu. Isaque com seu caráter pacifico pode não ter recebido nenhum prêmio Nobel da Paz, no entanto, naquilo em que não aborreceu a Deus, tornou-se um exemplo a ser seguido e comentado, e mesmo tendo transcorrido, aproximadamente quatro mil anos, as suas atitudes são verdadeiros ensinos para todo crente que deseja ter um caráter moldado segundo o caráter de Cristo.

Abraão e Sara, diante da grande experiencia que tiveram com Deus, ensinaram a Isaque que a FÉ não pode estar fundamentada naquilo que é visível e palpável. A FÉ não pode estar alicerçada apenas naquilo que está dentro das possibilidades e, nem estribada na lógica humana. A FÉ deve ser exercitada diante das circunstâncias impossíveis. Abraão e Sara pela FÉ creram que, o que para muitos era o fim da vida, para eles era o início de uma nova história. Isaque diante das mesmas impossibilidades fisiológicas de seus pais, continuou crendo nas promessas de Deus.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.