Devocional lição 03/ 3ºtrim 2017, Quarta-feira – A Bíblia ensina que o Pai é Deus.

Filipenses 2:11
E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai

A Triunidade ou Trindade Divina, não está claramente revelada no Antigo Testamento assim como está revelada no Novo Testamento. Os textos bíblicos abaixo alistados (respeitando-se os devidos contextos) mostram sempre juntos o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Levando-se em conta que Deus é único (Isaías 43:10) e que ele não partilha sua glória com ninguém (Isaías 42:8; 48:11), é interessante notar como o Pai, o Filho e o Espírito Santo são postos em pé de igualdade, coisa que nenhuma criatura, por melhor que fosse, poderia atingir.

Mateus 28:19 — A ordem de Jesus é para batizar em “nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo”. Ora, se Jesus fosse uma criatura e o Espírito Santo uma “força ativa”, seria estranho que as pessoas fossem batizadas em nome do Criador (que não divide sua glória com ninguém), em nome de um anjo, e de uma “força ativa”; aliás, que necessidade há em batizar alguém em nome de uma “força”? Tudo isso só faz sentido se Jesus e o Espírito Santo forem Deus, assim como o Pai.

Lucas 3:22 — No batismo do Filho, lá estão o Espírito Santo e o Pai; como sempre, inseparáveis. Essa é uma das razões pelas quais o batismo cristão deve ser ministrado em nome das três pessoas.

João 14:26 — Jesus fala do Espírito Santo, que será enviado pelo Pai, em seu próprio nome, isto é, de Cristo.

II Coríntios 13:13 — Outra fórmula trinitária, onde aparece o Filho, em primeiro lugar, com sua graça ou benignidade imerecida; depois, o Pai, com seu amor; e finalmente, o Espírito Santo, com a comunhão ou participação que dele procede.

I Pedro 1:1, 2 — Pedro fala aos escolhidos, que foram eleitos segundo a presciência do Pai, santificados pelo Espírito e aspergidos com o sangue de Jesus Cristo.

É digno de nota que se o Filho fosse uma criatura e o Espírito Santo uma “força ativa”, os dois não poderiam assumir o primeiro lugar em algumas das passagens bíblicas. Aliás, o que uma “força ativa” estaria fazendo no meio de duas pessoas? Algumas pessoas objetam dizendo que mencionar as três Pessoas juntas, não indica que sejam a mesma coisa, pois Abraão, Isaque e Jacó (Mateus 22:32), bem como Pedro, Tiago e João (Mateus 17:1) sempre são citados juntos; contudo, isso não os torna um. O que essas pessoas não percebem é o seguinte: Abraão, Isaque e Jacó tinham algo em comum: o patriarcado; Pedro, Tiago e João tinham em comum o apostolado, e o que o Pai, o Filho e o Espírito Santo têm em comum? Resposta: a natureza divina, ou simplesmente, a divindade, Eles são Deus.

YHWH (יהוה). Este é o nome que mais vezes aparece na Bíblia aplicado a Deus (6.828 vezes na Bíblia Hebraica de Kittel e na Bíblia Hebraica Stuttgartensia). O hebraico bíblico do Antigo Testamento é composto apenas de consoantes não tendo vogais, e YHWH são as letras hebraicas que compõem o nome pessoal de Deus no A.T. Temendo descumprir o terceiro mandamento: “Não tomarás o nome do Senhor (YHWH), teu Deus em vão” (Ex. 20:7), os leitores antigos da Bíblia evitavam pronunciá-lo, substituindo o mesmo na leitura pala palavra Adonay (Senhor). Os sinais vocálicos da palavra Adonai eram colocados entre as consoantes que representavam o nome divino: YHWH. Com esta prática a pronúncia do nome de Deus se perdeu. Os eruditos bíblicos hoje, em sua maioria, usam a palavra Iahweh (Javé).

Assim, mesmo com a incerteza que há para a pronúncia deste nome, o que se pode afirmar com segurança é que Jeová nunca foi a transliteração ou tradução do nome de Deus (YHWH) no Antigo Testamento, esta palavra é uma invenção da Idade Média. Portanto, alguns estão fundamentados sobre um nome falso, nome que não aparece nos originais das Escrituras Sagradas.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Fonte: Deus e Sua Trindade (FEST – Filemom Escola Superior de Teologia)

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.