Devocional lição 06/ 3º trim 2017, Quinta-feira – Não há na terra um justo sequer.

Romanos 3:10-12
Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só

Habitando a carne humana, existe o espírito dado por Deus em forma individual. O Espírito foi formado pelo Criador na parte interna da natureza do homem, capaz de renovação e desenvolvimento. Esse espírito é o centro e a fonte da vida humana; a alma possui e usa essa vida e lhe dá expressão por meio do corpo. No princípio Deus soprou o espírito de vida no corpo inanimado e o homem “foi feito alma vivente”. Assim a alma é um espírito encarnado, ou um espírito humano que recebe expressão mediante o corpo. A combinação desses dois elementos constitui o homem em “alma”. 

O espírito concedido por Deus ao homem, o torna diferente de todas as demais coisas criadas. Fomos dotados de vida humana e inteligência que se distingue da vida dos irracionais.

O espírito do homem é a lâmpada do SENHOR, que esquadrinha todo o interior até o mais íntimo do ventre”.

Os irracionais têm alma, mas não têm espírito. Assim, diferente dos homens, os irracionais não podem conhecer as coisas de Deus e não podem ter relações pessoais e responsáveis com Ele.

O espírito do homem, quando se torna morada do Espírito de Deus, é centro de adoração, de oração, cântico, bênção e de serviço. O espírito humano, representando a natureza suprema do homem, rege a qualidade de seu caráter. Aquilo que domina o espírito toma-se atributo de seu caráter. Por exemplo, se o homem permitir que o orgulho o domine, ele tem um “espírito altivo”. Conforme as influências respectivas que o dominem, um homem pode ter um espírito perverso, um espírito rebelde, um espírito impaciente, um espírito perturbado, um espírito contrito e humilde. Pode estar sob um espírito de servidão, ou ser impelido pelo espírito de inveja.

Assim é que o homem deve guardar o seu espírito, dominar o seu espírito, pelo arrependimento tornar-se um novo espírito e confiar em Deus para transformar o seu espírito.

E lhes darei um só coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne

 Quando as paixões vis exercerem o domínio e a pessoa manifesta um espírito perverso, significa que a alma (a vida egocêntrica ou vida natural) destronizou o espírito. O espírito lutou e perdeu. O homem é vítima de seus sentimentos e apetites naturais e é “carnal”. O espírito já não domina mais, e essa impotência se descreve como um estado de morte. Dessa maneira há necessidade de receber um espírito novo e somente Aquele que originalmente soprou no corpo do homem o fôlego da vida poder soprar na alma do homem uma nova vida espiritual, isto é, regenerá-lo.
Quando assim sucede, o espírito do homem novamente ocupa lugar de ascendência, e chega a ser homem “espiritual”. Entretanto, o espírito não pode viver de si mesmo, mas deve buscar a renovação constante mediante o Espírito de Deus.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.