A necessidade de se valorizar os líderes espirituais.

Hebreus 13: 17
Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.”

As exortações finais da carta aos Hebreus, são direcionadas aos que, com máximo zelo, se empenham a fazer a vontade do Pai. O alvo são os crentes verdadeiros, os que tem prazer em ver a vontade de Deus realizada em suas vidas. No artigo de hoje, o tema é a submissão aos nossos pastores ou líderes. Homens, pessoas que, espontaneamente, tem dedicado sua vida a servir aos outros. E, para não ser injusto, não citarei nome de nenhum pastor ou líder que, com extrema piedade, viveu ou vive em função do rebanho.

Jesus declarou que o Bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas, claro que Ele fazia referencia a Si mesmo, mas podemos, sem medo de estar cometendo algum “sacrilégio”, aplicar esta expressão a grandes homens e mulheres que dedicam suas vidas a satisfação do próximo.
Quero usar a passagem da ovelha que se extraviou e seu pastor saiu a procura-la, e achando-a voltou para casa e convocou seus amigos e vizinhos a festejar com ele, aquele momento magnifico. O que é uma ovelha perdida no meio de cem? Certamente, muitos não se dão ao trabalho de ir após uma ovelha que se extravia, afinal de contas, “saiu por que quis, ninguém tocou nem falou nada para que tal ovelha agisse assim”. Mas, não quero falar dos que agem assim, vou falar dos que agem completamente ao contrário.

Depreendemos do texto citado, que o pastor imediatamente percebeu que estava faltando uma ovelha. Ele não levou dias, semanas ou meses para dar falta de uma das ovelhas, isso foi sentido logo, logo. Em seguida, sua atitude foi fundamental na recuperação da tão estimada ovelha. O pastor não fez uma reunião para saber se tinha acontecido alguma coisa com a ovelha, ele não ficou perguntando sobre ela e, muito menos, delegou a responsabilidade de ir atrás, a algum obreiro ou irmã do círculo da oração, ele mesmo saiu ao encalço da ovelhinha.

A Palavra de Deus não diz quanto tempo ele levou para encontrá-la, bem como, também, não diz em que tipo de ambiente ela foi encontrada. Contudo, somos convencidos pelo texto, que sua busca foi exaustiva e meticulosa. O resgate da ovelha, com certeza não se deu de um momento para o outro, tal pastor, dedicou muito do seu tempo para convencer aquela ovelha a vir com ele novamente. Sem dúvidas, quando encontrou a ovelha, o pastor se deparou com um quadro lastimável, a ovelha além de abatida, desanimada, e ferida, estava sem condições de caminhar sozinha. Então, ele a toma em seus ombros e a carrega de volta ao aprisco.

O PASTOR que tem consciência de que o rebanho não lhe pertence, mas que, apenas está sob seus cuidados e que de suas mãos serão requeridas todas as ovelhas que lhe foram confiadas, não deixa que seu rebanho extravie e nem que seja arrebatado de suas mãos, antes, zela por ele com se zelasse pela própria vida.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.