Deus nos conhece antes mesmo de sermos formados.

Jeremias 1: 5
Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísses da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta.”

Apesar que, das coisas que vinculam na internet, temos que ter extremo cuidado para não cair na armadilha de uma notícia “fake”, outro dia vi um vídeo do líder de uma das maiores igrejas evangélicas no Brasil, falando sobre o aborto e, fiquei boquiaberto com as declarações que ele deu sobre o assunto. Volto a dizer, se o que eu vi não é um vídeo editado para denegrir a imagem do pastor, digo aqui, abertamente, que se existe alguma campanha para a eleição do falso profeta, ele é um forte candidato. Ele declarou de uma forma consciente e espontânea que é a favor do aborto para evitar que surjam seres humanos depravados, imorais e mal caráter. O que ele quis dizer é que todo filho de drogado vai ser um drogado no futuro; que todo filho de prostituta vai ser uma pessoa depravada como a mãe; que o filho de um ladrão vai ser ladrão; então, para se evitar a proliferação de pessoas com natureza degradante, o melhor caminho é excluir da sociedade o novo ser que ainda está no ventre da mãe. Vale lembra que, quando a pessoa quer praticar algo totalmente ilegal e que afronta Deus, buscará os mais justificáveis argumentos para tornar ou fazer com que seu ato pareça correto.

No primeiro artigo desta semana, “postei” um trabalho de cunho especificamente científico a respeito do aborto. A própria ciência atesta que a vida tem início com a fecundação do óvulo e, com termos técnicos científicos, explica detalhadamente como se dá a reprodução das células e a formação de cada órgão e membros do novo ser vivo. Porém os cientistas não chegaram a essa conclusão especulando o assunto ou buscando opiniões dos que estudam o assunto, mas pela capacidade que Deus concedeu para que trouxessem ao conhecimento de todos como o homem é formado. E, a própria ciência declara que a reprodução humana seria impossível se concretizar se não existisse um Deus para coordenar a reprodução celular de cada individuo que nasce, vive e morre. Tal processo, diz a ciência, seria impossível acontecer por si só.

A Palavra de Deus, inúmeras vezes, nos fala que o nosso Deus já nos conhecia antes da fecundação do óvulo. Contudo, se esse argumento te parece ser de um crente radical, a Palavra de Deus assevera que nosso Deus já nos conhecia enquanto éramos uma massa informe, ou seja, apenas um zigoto. Se, ainda te pareço um extremista religioso que vê Deus em tudo e em todas as coisas, o próprio Deus diz que antes de nascermos, já estávamos agraciados com a oportunidade de sermos instrumentos em Suas poderosas mãos. Não entenda errado, de maneira alguma estávamos predestinados ao céu ou ao inferno, mas tão somente, predestinados a usufruir da oportunidade que nosso Deus nos dá.

Depreendemos disto tudo, que a vida já existe antes do nascimento em si e, sendo assim, a igreja de Cristo entende que o aborto nunca foi e nunca será a solução dos problemas, pois o mesmo é causado basicamente pela banalização da vida, a decadência dos valores morais e a desvalorização do casamento e da família.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.