“O amor do dinheiro é a raiz de toda a espécie de males”.

I Timóteo 6: 8-10
Tendo, porém, sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.”

Sempre houve, desde os tempos antigos, uma concepção equivocada a respeito dos que seguem a Cristo. Fomos ensinados que em hipótese alguma devemos nos preocupar com as coisas futuras, isso em relação as coisas materiais, que tudo está nas mãos de Deus e Ele proverá recursos e sustento para os seus. Contudo, lendo a Bíblia com mais cautela, percebo que, apesar de sermos advertidos a não estarmos ansiosos pelo dia de amanhã, Deus não quer que sejamos um bando de acomodados à espera de o “maná” cair do Céu.

O texto proposto por Paulo na sua carta a Timóteo, não está insinuando que devamos contentar com o que temos a disposição, tendo nós, condições físicas, intelectuais, morais ou espirituais, de alcançarmos um degrau a mais na escala social, econômica, cultural ou espiritual. O que ele diz a Timóteo é que devemos estar satisfeitos com aquilo que alcançamos, mas não está nos proibindo de desejar melhorar ou aperfeiçoar, ou seja, se eu posso galgar mais um degrau, depois de planejar minuciosamente o projeto, não tem nada na Bíblia que me proíba. Claro! Estou falando daqueles que incluem Deus em seus projetos.

Qualquer planejamento que fizermos fora dos parâmetros divinos, são fadados ao fracasso. Muitos julgam que por um projeto está sendo um sucesso, Deus está abençoando e está presente no negócio, isso é um engano, nem toda “prosperidade” é benção divina. Devemos estar atentos o tempo para não cairmos na esparrela do pecado. Muitas das vezes julgamos que o pecado está apenas nas coisas erradas que praticamos, isso é uma armadilha, as vezes pecamos fazendo aquilo que é certo, só que com as intenções erradas. Isto é, querer ter muito dinheiro não é pecado, o pecado está no motivo que nos leva a querer ter muito dinheiro.

Como diz o dito popular: o problema não está em possuir o dinheiro, mas em ser possuído pelo dinheiro. O que é difícil para muitas pessoas entenderem é que o dinheiro foi criado para nos servir e não ao contrário. O dinheiro é nosso escravo e não senhor. E, inversamente ao que muitos pensam, o dinheiro não é invenção do diabo, ele foi transformado em papel pelo homem para facilitar a execução de projetos.

Infelizmente muitos tem-se deixado dominar pela cobiça na ânsia de ser o que não pode e de ter o que não precisa. O sistema do mundo tem seduzido muitos crentes a viverem de acordo com a filosofia do ter as coisas a qualquer custo e, assim, muitos tem embrenhado por um caminho de dívidas inacabáveis ou um estilo de vida inalcançável. E, agora vivem sob o domínio do dinheiro, e veem nele a chave para abrir todas as portas.

“Quando o dinheiro domina o homem, este perde todas as características de ser humano”.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

3 thoughts on ““O amor do dinheiro é a raiz de toda a espécie de males”.

  • 2 de junho de 2018 em 10:06
    Permalink

    Muito bom texto!
    O dinheiro é muito importante para nossa vida no dia a dia. Mas infelizmente muitos colocam o dinheiro a frente de tudo. Esquecem que dependemos dele para quase tudo. Mas dinheiro não compra amor, carinho, amizade e principalmente não nos leva ao tão almejado e cobiçado por muitos que é felicidade plena quando estamos em comunhão com Deus. O Espírito Santo é o que nos move. A fé o amor e principalmente a paz interior que só alcançamos quando buscamos a Deus em Espírito e em verdade. ” E disse Jesus eu sou o caminho a verdade é a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim”.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.