Deus é majestoso em santidade.

Êxodo 15: 11
Ó SENHOR, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu, glorificado em santidade, terrível em louvores, operando maravilhas?

Apesar do mês de Junho ainda não ter findado, este é o primeiro devocional da primeira lição do terceiro trimestre. Durante todo o terceiro trimestre, estudaremos o Livro de Levíticos, o qual, ao contrário do que alguns imaginam, não fala sobre leis, mas trataremos sobre os princípios estabelecidos por Deus, para o seu povo, sobre adoração, santidade e serviço, princípios que estão ratificados na Nova Aliança, ou seja, são princípios que regem, tanto a vida da nação santa – Israel, como a Igreja de Cristo.

O sistema do mundo diz que as pessoas devem buscar a felicidade a qualquer custo. Paradigmas podem e devem ser quebrados se o objetivo é proporcionar sua felicidade. Leis morais e espirituais podem e devem ser infringidas, se isso resultar em felicidade. As pessoas podem ser usadas como objetos descartáveis, se isso te fizer feliz. O conceito de certo e errado podem ser totalmente invertidos, se isso resultar na sua felicidade. A mentira pode ser uma verdade ou vice-versa, o que importa diante disso é ser feliz. Enfim, não há regras ou limites que possam ser impedimento para a sua felicidade.

Infelizmente esse conceito tem adentrado pelas igrejas e, alguns crentes estão substituindo essa felicidade que o mundo promete pela santidade. Alguns crentes estão interpretando errado o que Pedro escreveu, em sua carta, sobre o que devemos lançar sobre Cristo. Pedro não escreveu que é para lançarmos nossos problemas, picuinhas, dívidas ou fardos, ele diz que é para lançarmos nossas ansiedades e, alguém que está ansioso, se encontra num estado afetivo penoso, caracterizado pela expectativa de algum perigo que se revela indeterminado e impreciso, e diante do qual o indivíduo se julga indefeso.

Alguns crentes pensam que Jesus é somente um “resolvedor” de problemas. Esperam de Jesus a solução para todos os problemas, mas, não buscam nEle sabedoria e força para uma mudança radical de vida. Querem e gostam de andar com Jesus, mas não querem comprometimento com Sua obra e, muito menos, com o próprio Senhor. Servir a Jesus requer total submissão e, isso não nos é apresentado como uma imposição, mas devemos estar espontaneamente submissos. Jesus disse: “tomai sobre vós o meu jugo” e não, “vou colocar sobre vós o meu jugo”, ou seja, “coloque-se aqui do meu lado, anda Comigo, seja meu imitador e verás como tudo fica mais fácil”.

Alguns crentes ainda não entenderam que, quando o Senhor diz que é impossível que alguém O veja sem santidade, Ele está falando sério. Deus exigiu santidade de Israel e exige santidade da Igreja de Cristo. E, somos testemunhas do que sucedeu a Israel por desobedecer essa exigência, e, em vez de agirmos diferentemente de Israel, estamos indo pelo mesmo caminho.

Sinceramente não sei onde está a dificuldade de entendermos isso, é tão simples quanto dois mais dois. Sendo o nosso Deus “glorificado em santidade”, Ele não admitirá nem permitirá que aquilo que não estiver dentro de um padrão, estabelecido por Ele, de santidade, chegue-se a Ele.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.