Os pedregais e o seu significado.

Marcos 4: 5,6 – 16,17
E outra caiu sobre pedregais, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque não tinha terra profunda. Mas, saindo o sol, queimou-se e, porque não tinha raiz, secou-se.” “E da mesma sorte os que recebem a semente sobre pedregais, que, ouvindo a palavra, logo com prazer a recebem; mas não têm raiz em si mesmos; antes, são temporãos; depois, sobrevindo tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo se escandalizam.”

Fogo de palha! Essa foi a definição mais adequada que encontrei para designar as pessoas que se encaixam nessas características. A expressão é muito própria e se encaixa bem no texto de hoje.

O número de evangélicos tem crescido assustadoramente e, para o Reino de Deus isso não tem significado algum, pois são pessoas que vivenciaram uma experiência com o evangelho de Cristo em alguma “campanha”, mas que não retiveram o evangelho em si mesmas. Isso não é culpa das pessoas, mas das denominações que, visando apenas o que satisfaz materialmente, estão gerando filhos para si mesmas.

Gerar um evangélico não é a mesma coisa que gerar um crente servo de Deus. Um evangélico é gerado a partir dos interesses da denominação em detrimento às doutrinas bíblicas. Gera-se um evangélico, inculcando nele que tudo que estiver sendo feito em prol do “crescimento” da denominação, consequentemente, está sendo feito para o Reino de Deus e, que qualquer oposição que se faça ao líder da denominação está, declaradamente, se opondo a Palavra de Deus. A grande maioria dos evangélicos estão escravizados pela religiosidade.

Temos, diante disto, duas situações a examinar. Primeiro, a semente usada para a semeadura está adulterada pelo homem, ela foi modificada “transgênicamente” de maneira que, mesmo que não germine e não produza frutos, proporcione naquele que a recebeu, a sensação, tão somente a sensação, de que é uma nova criatura, quando, na verdade, não passa de mais um evangélico que vai figurar nas estatísticas. Em vista disto, a germinação e frutificação se dará em torno dos interesses da igreja que aliciou alguém para transforma-lo somente em “mais um” evangélico. Segundo, o terreno (coração do evangélico) foi preparado e, convenientemente, alinhado com os interesses, estritamente interesses terrenos, da igreja que frequenta.

A Palavra de Deus não penetra em coração que vive de aparências. A fina camada de terra esconde o que, de fato, está por baixo. As pessoas estão batalhando para convencer aos outros e a si mesmas de que estão regeneradas usando como evidência a aparência externa.

Crente temporão é aquele crente que aceitou Jesus ontem e, hoje já tem função na igreja de ensinador, líder ou obreiro. Não estou pondo em dúvida o que o crente experimentou através da Palavra, da graça de Jesus Cristo, do amor de Deus e das experiências com o Espírito Santo, no entanto, todo aquele que experimenta tudo isso, deve permitir que a semente semeada siga seu processo natural de germinação, desenvolvimento e frutificação.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.