Deus também se opõe ao soberbo.

Tiago 4: 6
Antes, dá maior graça. Portanto, diz: Deus resiste aos soberbos, dá, porém,graça aos humildes.”

Ontem vi uma notícia no site “Gospel+” que me deixou estarrecido. Apesar de ser o assunto do qual estamos falando, nunca imaginei que a ambição levasse as pessoas a se comportarem, literalmente, como animais. A notícia dizia o seguinte: “Uma disputa interna em uma megaigreja pentecostal da África do Sul resultou em tiroteio, com três fiéis feridos e um escândalo sem precedentes. O motivo do desentendimento que evoluiu para violência foi uma posição de liderança na denominação que havia ficado vaga.”

Diante disto, entendo os motivos que levaram Tiago a escrever essa carta, mesmo que fosse para uma igreja que estava em plena ascenção, assim lá como cá, os problemas que enfrentamos diuturnamente são os mesmos. Tiago liderou a igreja de Jerusalém durante uma época extremamente difícil. Por ser um período de transição, as inquietações e exigências afloravam a todo instante. Muitos cristãos judeus em Jerusalém ainda estavam apegados à Lei do Antigo Testamento. O templo e seus cultos continuavam em funcionamento, e a luz plena do evangelho da graça de Deus ainda não havia resplandecido.

É extraordinário observarmos a atemporalidade da Palavra de Deus. Como que uma carta escrita aos crentes judeus daqueles dias, ainda serve de parâmetro aos crentes dos dias de hoje? Como que problemas expostos por Tiago, naqueles dias, ainda estão ativos no meio da igreja?
O que Tiago enfrentava é, basicamente, as mesmas coisas que enfrentamos hoje – muitos membros não vivem de acordo com sua profissão de fé; e, uma mentalidade mundana que induz alguns crentes a desobedecer à Palavra de Deus e, por causa disso, alguns estavam se afastando do Senhor e da igreja.

Por termos uma formação em “unidade” – apesar de sermos seres tricotômicos, a nossa mente, as nossas emoções e a nossa volição devem andar juntas e na mesma direção, para que não haja conflitos internos que nos afastem da presença de Deus. Conflitos, esses, que se exteriorizam afetando os que estão próximos de nós.

A origem de todo conflito, seja interno ou externo, se dá quando intentamos rebelar-nos contra Deus, e a rebelião nasce quando pecamos, pois, o pecado é a transgressão da Lei do Senhor, e toda transgressão é, de fato, uma rebelião.

O mundo, com seu sistema, está em permanente conflito com Deus e os seus servos, a oposição ferrenha do diabo a tudo que diz respeito ao Filho de Deus, evidencia seu orgulho e, é o que ele usa como arma contra os santos do Senhor. Deus deseja que sejamos humildes; Satanás deseja que sejamos orgulhosos. “Sereis como Deus”, Satanás prometeu a Eva, que creu nessa promessa.

Apesar das inúmeras advertências bíblicas, estamos diariamente sendo engodados por armadilhas que, sutilmente, nos torna presas fáceis da soberba: um elogio; um convite; e, uma oportunidade, quando recebidos, se não forem tratados com extrema sabedoria e humildade, se torna uma porta aberta para um sentimento soberbo.

“Um dos problemas das igrejas de hoje é o número excessivo de celebridades e a falta de servos.” (W.W.Wiersbe)

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz

Referências:
– https://noticias.gospelmais.com.br/disputa-cargo-megaigreja-pentecostal-tiroteio-104212.html

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.