O amor ao Senhor Jesus é demonstrado pela obediência.

João 14: 15
Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.”

“O amor, na sua expressão máxima, é personificado em Deus. A mais breve e melhor definição de amor é Deus, pois Deus é amor. O amor de Deus foi revelado à humanidade pelo Seu Filho, Jesus Cristo: “Mas, Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm 5:8). Jesus quer que nos amemos uns aos outros, como Ele nos amou. Isso nunca teria sido possível, se contássemos só com o limitado amor humano. Porém, quando o Espírito Santo desenvolve em nós um caráter parecido com o de Cristo, então aprendemos a amar como Ele amou.

Quem Jesus amou tanto que se dispôs a dar a Sua própria vida por eles? As pessoas perfeitas? Não! Um dos Seus discípulos negou-O; um outro duvidou dEle; e três que pertenciam ao círculo mais íntimo de discípulos dormiam, enquanto Ele agonizava no jardim. Dois deles desejavam ocupar elevadas posições no Seu reino, e um deles tornou-se traidor. E, quando Jesus ressuscitou dentre os mortos, alguns deles não acreditaram. Contudo, Ele amou-os em toda a extensão do Seu amor. Ele foi abandonado, traído, rejeitado e sofreu desgosto por causa deles, mas continuou a amá-los!

Amar Deus é o nosso maior dever e privilégio. Como devemos amá-Lo? De todo o nosso coração, alma, forças e espírito! A palavra coração, conforme ela é usada na Bíblia, não se refere ao órgão físico que bombeia o sangue por todo o nosso organismo. Mas refere-se ao nosso ser interior, que envolve até a nossa alma e ao nosso espírito. Portanto, devemos amar Deus com todo o potencial da nossa mente, intelecto, vontade, forças e emoções.

Quando amamos Deus com amor agape, que é um dos aspectos do fruto do Espírito, também amamos tudo quanto pertence a Ele e amamos tudo aquilo que Ele ama. Amamos a Sua Palavra, os Seus filhos, a Sua obra, a Sua Igreja. Amamos as ovelhas perdidas e dispomo-nos a sofrer por amor a elas. “Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como, também, padecer por ele” (Fp 1:29). Quando sofremos por causa de Cristo, aceitamos de bom grado a perseguição, para glorificarmos e revelarmos o Seu amor aos homens pecaminosos.

Aprendemos a amar com o amor agape através do exemplo deixado por Jesus. Esse é o tipo do amor que Jesus viveu e ensinou. O amor que Jesus tem por nós é de difícil compreensão.

Tem amor agape para com Deus? A grande prova desse amor é a obediência. A nossa sensibilidade para com as instruções do Espírito é uma expressão da nossa obediência e isso agrada a Deus. “

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Vida Abundante – Pr. Antônio Gilberto (Transcrito na íntegra)

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.