A vigilância é necessária, pois o Senhor virá a qualquer momento.

Mateus 24: 44
Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis.”

Outro dia, na mensagem que foi ministrada na igreja que frequento, a “pregadora” insinuou, com seu discurso, de que é Deus quem precisa de nós. Claro que essa declaração não foi aberta, mas, implicitamente o teor da mensagem nos induzia a ver Deus como um animalzinho de estimação fazendo “festa” para seu dono. A base da sua mensagem foi Jó 14 e, o ponto máximo de sua pregação, foi quando ela disse que, independentemente das causas dos problemas que temos, isto é, se fomos nós que os buscamos ou não, Deus vai resolver tudo para nós, pois, a única coisa que precisamos fazer é ficar a uma distância que dê para sentir o cheiro das águas.

Com esse tipo de mensagem, cheia de “frases” e “jargões” que sensibilizam e compungem os ouvintes, muitos “pregadores” tem feito muitos crentes a se desviar das verdades bíblicas. A falsa doutrina de que no final tudo vai dar certo, tem aliciado os incautos das doutrinas bíblicas para um ensino demoníaco que coloca o homem como vítima das circunstancias, e que Deus não vai “levar em conta” esse tipo de pecado, aliás, pelo contrário, Deus não só não vai “levar em conta” como vai resolver qualquer questão relacionada a ele.

Esta advertência de Jesus (Mt 24:44), não foi feita publicamente, ela foi dirigida especificamente aos discípulos, pois todos os perigos listados pelo Senhor, neste capítulo, não rondam apenas as pessoas do mundo, eles atingem qualquer um, até, e principalmente, os que se dizem crentes.

Ora, o próprio Senhor Jesus está nos dizendo de que não estamos imunizados e muito menos blindados contra o pecado e queda, e, o risco de estarmos apáticos e insensíveis ao momento da vinda dEle é muito grande. O risco de não sermos arrebatados com a Sua Igreja é real e iminente. A vinda de Jesus para o arrebatamento da Igreja, só será visível e percebido pela Igreja. O mundo conhece as profecias, mas não tem nenhum zelo por elas, por isso, Jesus adverte solene e exclusivamente os Seus a atentarem cuidadosamente para toda Palavra. Não podemos direcionar as profecias bíblicas apenas aos ímpios e incrédulos, elas se aplicam a nós também.

Estar apercebidos não é apenas ficar de sentinela o tempo todo, mas, primeiramente, é estar devidamente “aparelhado”, munido, abastecido e provido de todo recurso, para que, se porventura, o mal sobrevir a nós, estejamos capacitados para resistir e sermos poupados dele.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.