A graça de Deus trouxe salvação e esperança da Vinda de Cristo.

Tito 2: 11-14
Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, justa e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo, o qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.”

A graça e Deus é manifestada a todos os homens, independente se são ímpios ou não. Deus tem a prerrogativa de conceder, a quem ele quiser, aquilo que a pessoa não merece. Desta forma, a salvação em Cristo Jesus, que é a manifestação da graça do Senhor, não pode ser adquirida, não pode ser imposta, não pode ser conquistada e não pode ser merecida, ela é GRACIOSAMENTE concedida a todos quantos são despertados da sua imperiosa necessidade de ser salvo. O homem está, indiscutivelmente, impedido de salvar-se a si mesmo pelos seus méritos ou esforços. Quando o homem entende que precisa ser salvo, e isso ele não conclui por si mesmo, mas é despertado pelo Espírito Santo de Deus, tal homem busca afoitamente essa salvação em Jesus.

Todo ser humano necessita da graça de Deus. Aos ímpios e incrédulos ela é concedida numa medida exata afim de que possam crer na mensagem de salvação do evangelho de Cristo., embora, isso não implica na aceitação desse evangelho, pois, do meu modo de entender o que diz em Hebreus 12:15, a graça de Deus não é irresistível. Segundo o autor da carta aos Hebreus o homem pode se privar dela. Ora, se cremos que a Bíblia é a inerrante, imutável e infalível Palavra de Deus, o autor da carta aos Hebreus não escreveu isto por seu livre e espontâneo conhecimento.

A graça de Deus, neste sentido, visa a conceder oportunidade a todas as pessoas, pois, ninguém será julgado e sentenciado injustamente. Além disso, o Senhor já declarou que ama o pecador (não o pecado) e que Seu desejo é que todos se salvem, desta forma, mesmo aqueles que resistirem à essa graça maravilhosa, farão isso conscientes de que desperdiçaram uma honrosa oportunidade de mudar o destino de suas almas.

Na vida do crente a graça de Deus continua sendo indispensável para que este possa crescer e amadurecer tanto física quanto espiritualmente. Ela é indispensável para que possamos desejar e realizar a obra de Deus, pois, sem a graça de Deus em sua vida, o crente, está inapto a realizar qualquer atividade em sua vida cristã.

Sem a graça de Deus não conseguimos ser misericordiosos, não conseguimos liberar perdão, não temos nenhuma iniciativa e muito menos podemos realizar qualquer que seja a vontade de Deus. É em razão da graça de Deus que desejamos estudar a Bíblia Sagrada; obedecer Seus preceitos; ouvir, aceitar e anunciar o santo Evangelho de Jesus Cristo; orar; adorar a Cristo; viver, cotidianamente, cheios do Espírito; e, ter o pleno discernimento do corpo do Senhor.

A graça de Deus pode ser resistida, recebida em vão, apagada, anulada e abandonada pelo crente, por isso, estejamos sempre despertos e vigilantes, orando em todo o tempo.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.