Ninguém sabe o dia e nem a hora da Vinda do Senhor Jesus.

Marcos 13: 32-37
Mas, daquele Dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Olhai, vigiai e orai, porque não sabeis quando chegará o tempo. É como se um homem, partindo para fora da terra, deixasse a sua casa, e desse autoridade aos seus servos, e a cada um, a sua obra, e mandasse ao porteiro que vigiasse. Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo.  as coisas que vos digo digo-as a todos: Vigiai.”

Não resta a menor dúvida, nem mesmo entre os mais profícuos teólogos, que esta declaração do Senhor Jesus se refere ao arrebatamento da Igreja, e não a redenção de Israel. O “rapto” da Igreja será o ponto de partida para o desfecho de toda a história da humanidade. Deste evento em diante o desenrolar da história, bem como o tempo em que tudo acontecerá, já é conhecido de todos. Sendo assim, o dia do arrebatamento da igreja, por ser um “mistério” conhecido apenas por Deus, o Pai, continua perturbando muita gente, inclusive estudiosos, que inutilmente tentam desvendar o tempo do seu acontecimento.

Apesar de termos a nosso dispor inúmeros comentários da Palavra de Deus e, diga-se ótimos comentários, nenhum deles pode tomar o lugar das Sagradas Escrituras. Os comentários expressam, tão somente, a opinião daquele que comentou, eles não podem ser vistos ou usados como ferramentas indispensáveis ao esclarecimento da Palavra de Deus, a Bíblia, por si mesma, se explica. Não estou sugerindo que peguemos nossos livros de estudos e os lancemos fora, não é isso. O que estou enfaticamente dizendo é que tais livros jamais podem ocupar o lugar da Bíblia em nosso ministério de ensino. É impossível chegar ao conhecimento de Deus lendo os comentários daquilo que as pessoas pensam ou escrevem a respeito dEle. O Pr Ciro Sanches, bem escreveu a respeito disso – “O maior erro que um teólogo pode cometer é o de valorizar mais os “preciosos” pensamentos e os teólogos do que a preciosíssima Palavra de Deus. E é o que têm feito alguns famosos expoentes brasileiros. Supervalorizam as palavras de um teólogo liberal alemão, por exemplo, a ponto de se contraporem às promessas do Senhor Jesus!”

Por se tratar de crentes que vinham de tradições e costumes regidos exclusivamente por filosofias e pensamentos racionais, Marcos escreve aos crentes de Roma instando para que não se demovessem da fé que, agora, estavam firmados. Tudo quanto eles tinham ouvido e, agora, estavam lendo a respeito do Cristo ressurreto não eram promessas feita pelos discípulos e apóstolos, mas promessas feitas pelo próprio Senhor Jesus. E, a mesma advertência que Marcos fez aos crentes de Roma é aplicável, a nós, nos dias de hoje. Nenhum comentário, por mais próximo que se aproxime da verdade ou que seja pronunciado pelo mais espiritual dos homens, pode influenciar nossa fé.

Nossa vigilância deve ser neste sentido também, ou seja, não podemos permitir que sejamos influenciados pela linha de raciocínio de um comentarista, mas que, qualquer que seja a influência, que venha da Palavra de Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus ter abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

2 thoughts on “Ninguém sabe o dia e nem a hora da Vinda do Senhor Jesus.

  • 15 de dezembro de 2018 em 19:20
    Permalink

    Graça e paz de Cristo Jesus,gostei muito deste comentário,foi muito esclarecedor.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.