Andar em humildade é uma posição digna da nossa vocação.

Efésios 4: 1-2
Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,”

Sinceramente eu não entendo o que algumas pessoas estão fazendo dentro das igrejas. Claro que sei a respeito do joio e do trigo; dos bodes e das ovelhas; das classes de servos; dos dois tipos de filhos; enfim, sei que eles tem que estarem no nosso meio, o que eu não entendo é como que essas pessoas tendo consciência dos padrões que Deus exige dos seus filhos e, vivendo de maneira totalmente oposta, ainda assim insistem em querer conviver conosco, pior que isso, se acham capazes de liderarem os salvos. Gosto sempre de lembrar os irmãos que não sou perfeito. Sei, reconheço e confesso sempre diante do Senhor minha falhas e imperfeições. Não me julgo melhor que ninguém, mas uma coisa é incontestável, recebi mais perdão do Senhor do que qualquer outro homem, isso eu admito e sou grato ao meu Deus.

Fico indignado como uma pessoa que ocupa posição de mestre dentro de uma igreja, não assimile as lições que temos estudado neste trimestre. Provavelmente essa pessoa deve se julgar acima das exigências de Deus, isto é, deve pensar que as exigências de Deus são para todo o resto da humanidade, menos para ela.

A carta que Paulo escreveu aos crentes de Éfeso, tinha como finalidade ensinar e convencer àqueles irmãos de que a igreja é o Corpo de Cristo, do qual a cabeça é o próprio Senhor Jesus. Mas, qual é o legítimo entendimento que temos de igreja? Myer Pearlman escreveu que a igreja, como corpo de Cristo, é uma fraternidade ou comunhão espiritual na qual foram abolidas todas as divisões que separam a humanidade – não há divisão religiosa; não há divisão cultural; não há divisão social; e, não há divisão econômica. Todos os que compõe esse corpo são denominados “santos” porque foram separados do mundo e dedicados exclusivamente a Deus.

A igreja de Cristo não pode ser vista como uma organização, antes ela é um organismo vivo e dinâmico. Assim como o corpo humano é composto de inúmeros órgãos e sistemas, centenas de ossos e músculos e, milhões de células vivas, a igreja de Cristo funciona da mesma forma, são centenas de milhares de membros que atuam como um único propósito – o do benefício do corpo. Excluindo as células cancerígenas, nenhuma outra célula, por menor que seja, não atua no corpo com outra finalidade que não seja a de beneficiar o corpo.

Diante disto, alguém, por favor, me explique como uma pessoa que se diz membro do Corpo de Cristo, declara abertamente que não suporta conviver com outro irmão. Eu digo com toda certeza que, essa pessoa precisa URGENTEMENTE lutar pela sua conversão.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Conhecendo as doutrinas da Bíblia – Myer Pearlman

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.