Devemos nos precaver contra as manifestações malignas.

Atos 16: 16-18
E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores. Esta, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens, que nos anunciam o caminho da salvação, são servos do Deus Altíssimo. E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E, na mesma hora, saiu.”

Satanás nem sempre se apresentará como realmente é. Não estou falando daquela figura mitológica de chifres enormes e retorcidos, pés de cabra, rabo pontiagudo e tridente nas mãos, mas, me refiro ao tipo de caráter que lhe é estritamente peculiar. Apesar de que toda a intenção e desejo de Satanás seja se opor a tudo que se refere a Deus e ao Seu nome, inclusive a obra que realizamos, ele, em algumas situações, inicia sua investida com um discurso bajulador e hipocritamente incentivador. Na verdade, todas as vezes que recebemos um elogio de alguém pelo trabalho que desempenhamos na obra do Senhor, mesmo que tenhamos realizado um belo trabalho, devemos ter extremo cuidado para não sermos enlevados por sentimentos presunçosos.

Ao aprendermos que Satanás é o pai da mentira, não podemos inferir que tudo quanto sai de sua boca é mentira, em determinadas ocasiões, ele fala a verdade e, falar a verdade não torna ninguém praticante dela, dessa forma, Satanás usa a verdade para por em execução seus desígnios malignos. Na tentação de Jesus, ele até usou as Sagradas Escrituras e, aqui neste texto, usou uma menina para anunciar uma verdade acerca dos servos de Deus, no entanto, Paulo não queria que essa verdade fosse anunciada pela boca de alguém que estava a serviço do diabo.

Vemos com bastante frequência, homens e mulheres que, indiscutivelmente, estão com suas vidas assoladas por causa do pecado, ou seja, estão, indubitavelmente, separados de Deus e, vez ou outra, alguém posta um vídeo deste tipo de gente, falando acerca de Deus e de sua obra, mas o problema não é o que eles falam e, sim, os que ouvem se sentirem tocados pelas palavras pronunciadas por essas pessoas, julgando que elas estão sendo instrumento nas mãos do Senhor para transmitir alguma mensagem, seja essa mensagem para qualquer propósito.

Satanás, em hipótese alguma, se aproximará de nós com intenções inofensivas. Seja qual for a estratégia por ele empregada, devemos sempre repudiá-la e transferir toda e qualquer honra e glória para o nosso Deus. Satanás, em alguns momentos, usará as pessoas mais próximas de nós para nos exaltar com elogios, prêmios, reconhecimentos e bajulações, estejamos atentos e precavidos para não entrarmos neste laço.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.