Os demônios são identificados como espíritos imundos.

Atos 8: 6-7
E as multidões unanimemente prestavam atenção ao que Filipe dizia, porque ouviam e viam os sinais que ele fazia, pois que os espíritos imundos saíam de muitos que os tinham, clamando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos eram curados.”

A Bíblia não descreve a origem dos demônios. Essa questão parece fazer parte do mistério que envolve o assunto, mesmo porque, pelo simples fato de sabermos da existência do perigo, já é motivo suficiente para andarmos com cautela. Não precisamos saber quando inventaram a “estricnina”, quem a inventou e por qual razão a inventou, pelo simples conhecimento de que é um veneno fatal, já basta para manuseá-la, quando necessário, com extremo cuidado. Às vezes, perde-se um tempo precioso com questões irrelevantes, como a origem dos demônios. Ora, ora, se a própria Bíblia que é a única fonte de resposta para esta questão se cala, só de sabermos que existem, devemos andar revestidos de toda a armadura de Deus.

A designação “imundos” não se entende como sendo algo sem asseio a ponto de provocar repugnância, antes fala de demônios com personalidade e inteligência – “E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada.”. São súditos de Satanás, inimigos de Deus e dos homens, malignos e destrutivos. São espíritos que se apropriam de corpos – humanos ou animais – e se expressam evidenciando sua natureza através de vozes ou comportamentos.

A natureza dos espíritos imundos é idêntica a de Satanás, seu príncipe. Assim como Satanás é o pai da mentira, eles também se apresentam como espíritos da mentira corrompendo a consciência e a moral daqueles em que habitam. Eles usam as pessoas possuindo suas mentes ou influenciando-as por outros meios a fim de que elas se tornem “instrumentos de iniquidade” – “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade”.

Tais espíritos estão em grande atividade nos últimos dias, difundindo crenças, imoralidades, violência e crueldade; estão em constante ataque a tudo quanto se aplica a Palavra de Deus e as sãs doutrinas bíblicas.

A única arma totalmente eficaz que pode fazer veemente oposição as atividades demoníacas é o poder da Palavra de Deus. As pessoas que foram libertas das possessões demoníacas, não alcançaram isso, apenas, através dos sinais que se operaram pela vida de Filipe, primeiro ouviram a Palavra para em seguida verem os sinais.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Conhecendo as doutrinas da Bíblia – Myer Pearlman
– Teologia Sistemática – Eurico Bergstén
– Bíblia de Estudo Pentecostal

Compartilhar

One thought on “Os demônios são identificados como espíritos imundos.

  • 17 de janeiro de 2019 em 12:44
    Permalink

    Pq os crentes tem entrado tanto nos jogos de satanas, msm lendo tanto a bíblia e jejuando como diz que pratica, isso eu falo nas dirigentes de círculo de oração. No meu ministério tem umas 4. E ai?

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.