O chefe dos demônios já foi vencido por Jesus, na cruz do Calvário.

João 16: 11 / Colossenses 2: 15
“… porque já o príncipe deste mundo está julgado.” ”E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.”

Conforme estamos falando no decorrer da semana, um verdadeiro crente em Jesus Cristo, não pode em hipótese alguma ser possuído por demônios, contudo, tal crente não está livre da opressão, tentação ou obsessão. São inúmeras as formas que o diabo lança mão para dominar a mente do homem, segundo estudiosos, o diabo age de maneira específica a cada era e a cada cultura. Por isso, nunca é demais as advertências que a Palavra de Deus nos traz acerca de suas artimanhas, pois nosso “arqui-inimigo” só deseja o nosso mal.

Satanás e seus demônios são uma realidade inquestionável. Não podemos negar ou ficar indiferentes à sua existência. Embora estejamos cientes deste fato, muitas das vezes damos maior honra ao diabo do que a Deus. Não estou falando de cultuar ou adorar, mas, tão somente de honrar. Exemplo disso é quando atribuímos ao diabo todos os infortúnios em nossa vida, isto é, tudo quanto acontece e que é visto como empecilho, dificuldade, obstáculo ou prejuízo atribuímos ao diabo a responsabilidade, e nem sempre é assim. Já falamos que ele não tem autoridade própria para realizar quaisquer de suas intenções contra qualquer crente, ele precisa de uma autorização.

Nem todos que servem ao diabo estão possuídos por ele. Quando Jesus se dirigiu a Pedro, chamando-o de Satanás, de maneira alguma podemos deduzir que Pedro estava possesso, porém, indiscutivelmente, Pedro naquele momento estava a serviço do diabo, isto é, naquele momento Pedro estava sendo um instrumento nas mãos de Satanás. Ora, se aconteceu com Pedro, com toda certeza estamos vulneráveis a isso também. E, isso não é suscetível apenas aos membros, sem nenhuma função, das igrejas, o diabo tenta qualquer um sem fazer distinção entre função ou cargo. Seja pastor, evangelista, missionário, presbítero, líder de grupo ou professor da EBD.

Quando lemos as cartas de Jesus Cristo às sete IGREJAS, podemos notar o imenso e nefasto trabalho do diabo dentro das IGREJAS. O diabo trabalha, tanto na vida dos membros, quanto na vida de muitos pastores, afim de que estes permitam, até a disseminação de doutrinas heréticas dentro de suas IGREJAS. Infelizmente, alguns deles, não se sabe porquê, permitem que isso aconteça, mas DEUS que sabe de tudo coloca todas as atitudes na balança, agindo para com todos com suprema justiça.

Contudo o pastor da IGREJA de ESMIRNA, nos chama a atenção, por sua irrepreensão, pois o mesmo pastoreava uma IGREJA com uma quantidade enorme de problemas. Porém, mesmo assim, foi elogiado por JESUS CRISTO, devido à sua constante obediência ao MESTRE E SALVADOR, ainda que sujeito aos constantes ataques do maligno.

Desta forma, ainda que o diabo trabalhe contra e dentro da IGREJA DE JESUS CRISTO, nosso SALVADOR, O CABEÇA DA IGREJA, sempre está presente e pronto para abençoar, maravilhosamente, a todos os que lhe são fiéis e obedientes. Sejamos, portanto, obedientes a DEUS, para sua honra e glória.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referencias:
– Doutrina Cristã acerca do Diabo – José Joaquim Gonçalves de Faria

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.