Fazendo a obra sábia e dedicadamente.

Romanos 12: 5-8
Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada: se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.”

Como igreja de Cristo, nós, os que pertencemos a ela, estamos intimamente ligados, unidos uns aos outros, nenhum membro tem atividade independente. Todas as nossas ações são centralizadas no que já está previamente estabelecido para um bem comum a todos. Embora o número de membros deste glorioso corpo – a igreja de Cristo, seja incalculável, nenhum de seus membros é inútil, tal qual um organismo vivo onde a manutenção da vida depende do bom funcionamento, não só de cada membro, mas também de cada célula, assim é a Igreja de Cristo – todos os seus membros, indubitavelmente, tem uma função peculiar que é “indispensável” para o progresso e prosperidade da obra de Deus.

É admirável como o povo de Deus se empenhou voluntariamente na construção do Tabernáculo. Houve um momento em que Moisés teve que proibir o povo de continuar a contribuir, por que muitos estavam dando além das possibilidades. ALELUIA! Embora não tenha sido sempre assim no decorrer de toda a história, contudo, na hora em que eram conclamados a ajudar, a voltarem-se para Deus, todo o povo como que tendo  um só coração, voltava-se para Deus.

Um corpo quando bem ajustado busca somente pelo que é comum a todo corpo, independentemente de quanto cada membro tenha contribuído para alcançar o objetivo – “ … não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita”. Esta palavra se aplica em não nos incomodarmos com o que o nosso irmão está fazendo, ou seja, se ele está fazendo mais ou se está fazendo menos do que nós, não devemos nos atentar para isso, pois o Senhor é bem enfático na sua Palavra – “cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria”. E, foi exatamente desta forma, que o povo hebreu contribuiu.

Deus não está buscando apenas as pessoas que estão acima do nível aceitável de intelectualidade para realizarem Sua obra, Ele busca aqueles que voluntariamente colocam seu coração nesta maravilhosa obra. Ainda que não tenham a devida capacitação, as primeiras coisas que chamam a atenção do nosso Deus para os que estão realizando Sua obra  é a dedicação, fidelidade, esmero e sabedoria.

Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.”

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.