Mulheres capacitadas com sabedoria.

Êxodo 35: 10, 25-26
E todos os sábios de coração entre vós virão e farão tudo o que o SENHOR tem mandado: … E todas as mulheres sábias de coração fiavam com as mãos e traziam o fiado, o pano azul, a púrpura, o carmesim e o linho fino. E todas as mulheres cujo coração as moveu em sabedoria fiavam os pêlos das cabras.”

Escrevi, ontem, que Deus tem um ministério especial para algumas pessoas, ou seja, algumas pessoas recebem um chamado específico para atuarem na obra de Deus, onde na vida secular, elas se sobressaem pelas suas aptidões naturais. Atentem para o que estou escrevendo, não estou dizendo que isso é uma regra, pois nosso Deus não trabalha de acordo com a lógica. O que estou dizendo é que nosso Deus, em certas circunstancias, usa pessoas que já estão munidas de conhecimento e capacidade para uma tarefa especial. Por exemplo, quem melhor que Moisés para administrar a construção do Tabernáculo? Moisés estava preparadíssimo. Ele tinha sido instruído na melhor faculdade do mundo (na época) na arte de construção. Na área da engenharia e arquitetura, Moisés dominava. Claro! Não estou dizendo que Deus depende da capacitação humana para a realização dos seus propósitos, mas que Ele, sempre que quiser, usará os que já estão capacitados.

Se atentarmos para as características de alguns personagens bíblicos, veremos que eles só foram usados por Deus depois que alcançaram certo grau de instrução. Entenda instrução, aqui, como sendo o nível de aprendizado e amadurecimento atingido na vida pessoal. Um destes personagens é Josué. Josué não foi eleito o substituto de Moisés por acaso. Nem parente de Moisés era, para “herdar” o cargo, mas a palavra de Deus, sobre Josué diz o seguinte: -“E falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo; depois tornava-se ao arraial; mas o seu servidor, o jovem Josué, filho de Num, nunca se apartava do meio da tenda.” Josué não sabia que ia ser o sucessor de Moisés e, provavelmente, isso nunca tenha passado em sua mente, mas, independente de qual seria seu futuro, Josué queria aprender como ser um líder fiel. Isto é capacitação!

O “curriculum vitae” de Josué muito contribui para que se tornasse o líder do povo na conquista da terra prometida – Ele viveu o fim da opressão de Israel pelo Egito, testemunhou as pragas que DEUS enviou ao Egito como castigo, participou da primeira Páscoa, atravessou milagrosamente o mar Vermelho e, viu todos os sinais sobrenaturais na peregrinação pelo deserto. Foi comandante militar na vitória extraordinária sobre os amalequitas.

Embora esta forma de Deus trabalhar seja um fato declarado na Bíblia, não queremos insinuar que só as aptidões naturais são suficientes para capacitar alguém para a obra de Deus, além da capacitação, nosso Deus adiciona a ela a unção – a benção, potencializando de tal maneira que, tudo quanto for feito, esteja dentro dos parâmetros que o Senhor estabelece. Vale lembrar que só a capacitação não atrai a benção de Deus, tem que haver desejo profundo e voluntariedade em querer realizar a obra de Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.