Igreja, lugar de ensino.

I Coríntios 4: 17
Por esta causa vos mandei Timóteo, que é meu filho amado, e fiel no Senhor, o qual vos lembrará os meus caminhos em Cristo, como por toda a parte ensino em cada igreja

A salvação em Cristo Jesus não funciona como um “passe de mágica” que, de um momento para o outro uma pessoa se torna o padrão exigido por Deus. Necessário é aos que permanecem vivos depois do encontro com Jesus, aprenderem a confiar em Jesus como Senhor e Mestre e, uma pergunta básica e essencial tem que ser feita: Como alguém pode aprender alguma coisa se nada lhe é ensinado?

Em outro artigo eu escrevi que o Senhor declarou que seu povo havia perecido por falta de ensino e que, o que ocorreu naquele tempo foi a exclusão do ensino da Sagrada Escritura de dentro do Templo por parte dos sacerdotes, porém sempre houve e sempre haverá aqueles que desprezam o ensino, julgam que não precisam aprender mais nada. Ora, quem julga que não precisa aprender mais nada não é senão o dono da verdade. O problema com o ensino na casa de Deus – igreja, ainda persiste em nossos dias e, embora tenhamos à nossa disposição uma gama infindável de ensinos que precisam ser aplicados na igreja rotineiramente, a grande dificuldade está na forma como esses ensinos estão sendo aplicados.

Muitas são os argumentos para justificarem alguns comportamentos que, dentro da igreja, divergem daquilo que se aplica ao ensino das Doutrinas Bíblicas. Um exemplo clássico das divergências na interpretação da Escritura Sagrada está no que Pedro escreveu, de maneira divinamente extraordinária, sobre a Palavra de Deus não ser de particular interpretação. Uns entendem que o sentido literal do que está escrito, aponta para a origem de tudo quanto está escrito na Bíblia. Nestes termos, a Bíblia de Estudo NAA (diga-se, de passagem, uma excelente ferramenta para o estudioso da Palavra de Deus) trás de uma forma facilmente compreensível o mesmo texto II Pedro 1:20, descortinando as dúvidas que pairam.

Independentemente, de qual linha de raciocínio pretendemos seguir, é importante saber que a origem da Escritura Sagrada é essencial e exclusivamente divina, onde cerca de 40 escritores que viveram, a grande maioria deles, em épocas muito distintas um do outro, receberam a inspiração para, todos eles, sem exceção, compilarem um livro que seria o norteador na vida do crente. Assim, tanto uma quanto a outra linha de raciocínio ou interpretação do texto de Pedro, tem que ser taxativamente a luz da inspiração divina. Ninguém pode chegar a uma interpretação bíblica pelos seus muitos estudos ou que, ainda que uma interpretação esteja muito próxima da absoluta verdade, ela não pode ser vista como uma verdade absoluta sem que tenha o crivo do Espírito Santo.

Um dos aspectos da mordomia na igreja se dá no zelo desmedido pelo ensino da sã doutrina bíblica. Não somos obrigados a conhecer profundamente todos os assuntos tratados na Bíblia Sagrada, mas temos obrigação de buscar o conhecimento deles quando estão em pauta para algum ensino. Não podemos fazer divagações estribados em opiniões, antes seja o nosso falar tão claro e seguro quanto a Palavra de Deus dá garantia aos que dela buscam conhecimento.

Por isso também damos graças sem cessar a Deus porque recebestes a palavra de Deus, que de nós ouvistes. Vós a recebestes não como palavra de homens, mas como realmente é: Palavra de Deus, que age eficazmente em vós que crestes

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

2 thoughts on “Igreja, lugar de ensino.

    • 4 de agosto de 2019 em 07:56
      Permalink

      Amém! Tudo para a honra e glória do nome que é sobre todo o nome. Nosso Deus.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.