O Pai busca os verdadeiros adoradores.

João 4: 20-24
Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”.

A verdadeira adoração não consiste apenas de palavras, pois, quando ela se torna isso, Deus a abomina independente de quem seja o adorador. Como já foi dito, a verdadeira adoração só pode fluir daquele que tem Deus como Senhor da sua vida, pois, de outra forma, não passa de um mero formalismo semanal. Aquele que é o mais exaltado adorador no domingo a noite, mas que no decorrer da semana não se submete ao Senhorio de Deus, é um mentiroso. A verdadeira adoração não consiste de hinos cujas melodias estão encharcadas de sentimentalismo capaz de provocar nos ouvintes o choro. A verdadeira adoração, a qual a Bíblia se refere, independentemente se é interpretada de forma literal ou simbólica, aponta para sincera submissão a Deus, mesmo não se proferindo nenhuma palavra.

A Bíblia estabelece um padrão para o verdadeiro adorador, contudo, para o estilo de adoração não existe um parâmetro. Não estamos dizendo com isso que Deus recebe qualquer tipo de adoração, o que estamos dizendo é do verdadeiro adorador o Senhor recebe com alegria o que é oferecido. Por quê? Pelo simples fato de que o verdadeiro adorador só oferecerá aquilo que agradará o seu Deus. Para o verdadeiro adorador Deus não estabelece regras para a adoração.

Ainda que Caim oferecesse as coisas mais preciosas deste mundo; que oferecesse os louvores mais entonados; que se apresentasse com as mais finas roupas e os mais lustrosos sapatos; que impostasse sua voz no mais formidável timbre, mesmo assim sua adoração seria rejeitada por Deus. É isso que alguns crentes devem entender definitivamente, quando, porventura, sua adoração, em vez de subir caiu no chão da igreja, não ponha a culpa nos instrumentos ou no equipamento de som da igreja, pois não foi a microfonia ou a rateada do baterista que impediu a adoração de chegar ao Céu, foi você.

O Senhor faz a seguinte declaração – “Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído”, sabe o que isso quer dizer? Isso quer dizer que Deus não está nem um pouco preocupado com a liturgia do culto. Para Deus, pouco importa se vamos começar o culto de joelhos, em pé ou deitados, o que Ele requer de nós é reverência. Não é o formalismo do culto que agrada a Deus, mas a sinceridade com que é Adorado.

O louvor não é o único meio de adorar a Deus. Na adoração a Deus devemos usar todo o nosso ser, pois, se não for assim, como o mudo adorará a Deus? Como o deficiente físico adorará a Deus? A adoração envolve todo nosso ser.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– O que Significa Adoração – Andrew Fountain

Compartilhar

2 thoughts on “O Pai busca os verdadeiros adoradores.

  • 6 de agosto de 2019 em 09:57
    Permalink

    A paz do no senhor jesus cristo seja com voçe irmao Deus o abençoe.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.