Glorificando a Deus no corpo e no espírito.

I Coríntios 6: 20
Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus

A adoração a Deus requer mordomia. Sim! Ela, por si só, em vista de quem se adora, exige do adorador uma postura que esteja concorde com os atributos dAquele que é adorado. Sendo que, essa postura não implica em uma posição definida ou específica, mas em comportamento em si. Quanto à posição para a adoração, não existe na Bíblia nenhum critério estabelecido, porém, no que se refere à postura, a Bíblia é enfática em dizer que a verdadeira adoração tem que estar estribada em sinceridade do adorador. Nossa adoração não pode se firmar exclusivamente no que Deus tem prometido, antes, a nossa adoração se deve pelo fato de que Ele já nos deu muito mais do que merecíamos.

Nossa adoração é verdadeira quando nos conscientizamos de que, por mais liberdade que tenhamos de fazer do nosso corpo o que bem entendermos, ainda assim ele não é nosso. Ainda que esteja em minha posse, não é meu. Somos propriedades de Deus em três sentidos: o primeiro é por que somos criaturas dEle e, ainda que muitos prefiram viver eternamente sem a Sua companhia, isso não revoga o direito que Deus tem sobre o homem. Todos continuam sendo dEle independente do destino que estão dando para sua alma – “Eis que todas as almas são minhas”.

Em segundo sentido, pertencemos a Deus por que, apesar de já pertencermos a Ele, fomos comprados por um “bom preço” na cruz do Calvário para Deus novamente. Diante deste fato, somos, agora, duplamente de Deus – primeiro por que fomos criados por Ele e, segundo por fomos resgatados por Ele e para Ele.

No terceiro sentido, pertencemos a Deus por que o Espírito Santo habita em nós. Ora, fomos criados, comprados e, por fim, tornamo-nos habitação de Deus e, neste sentido, quem deve manter a “casa” em ordem somos nós. Diante disto, não é nenhum exagero dizer que, ainda que nossa adoração seja a mais agradável sob nosso ponto de vista, Deus não a receberá se Sua “casa” não estiver limpa como Ele deseja.

Adorar a Deus no nosso corpo exige certo grau de esforço, pois a mordomia na adoração com o corpo não se limita a apenas se esquivar das práticas pecaminosas. Além deste esforço, deve-se somar a ele o esforço para andar em conformidade com a vontade de Deus, ou seja, não é o bastante não usar o corpo para as práticas pecaminosas, além disso, é necessário manter o corpo em santidade.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

One thought on “Glorificando a Deus no corpo e no espírito.

  • 8 de agosto de 2019 em 14:08
    Permalink

    gloria Deus irmao, paz do senhor jesus
    abraço.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.